Presidente da Iaaf desafia Bolt a quebrar seu próprio recorde mundial

REUTERS

BERLIM, ALEMANHA - O campeão olímpico Usain Bolt terá de quebrar seu próprio recorde mundial dos 100 metros para vencer a prova no campeonato mundial desde ano, disse nesta quarta-feira Lamine Diack, presidente da Associação Internacional das Federações de Atletismo (Iaaf).

Quem quiser vencer os 100 metros em Berlim terá que correr abaixo (do recorde mundial) 9,69 segundos. Essa pista azul maravilhosa pode oferecer isso disse o presidente da Iaaf ao jornal alemão Bild.

O campeonato mundial de atletismo será realizada entre 15 e 23 de agosto, no estádio Olímpico de Berlim, palco dos Jogos Olímpicos de 1936.

O jamaicano Bolt foi o primeiro homem da história a vencer na mesma Olimpíada os 100m e 200m, quebrando o recorde mundial das duas provas, nos Jogos de Pequim do ano passado. Ele ainda ajudou a Jamaica a vencer o revezamento 4x100m livre.

Bolt ainda mantém o recorde mundial dos 100m. Em sua estreia nesta temporada, ele correu 9,93 segundos, ajudado pelo vento, dias atrás.

Bolt não está tão à frente dos outros como pareceu em Pequim. Essa será uma final de alto nível disse Diack.

Mais cedo nesta quarta-feira, os organizadores de uma prova de 150 metros em Manchester anunciaram a participação de Bolt na corrida do dia 17 de maio.