Para dirigente corintiano, Santos rompeu tradição nos clássicos

Portal Terra

SÃO PAULO - A polêmica em torno de divisão de ingressos para os grandes clássicos continua em São Paulo. Depois de oferecer 6% das entradas aos torcedores santistas para o clássico de domingo, no Pacaembu, o Corinthians acusou o próprio Santos de iniciar uma conduta que quebrou a tradição dos principais jogos do estado.

Os quatro grandes clubes sempre mandaram os clássicos no Morumbi e o primeiro a romper foi o Santos, que começou a jogar na Vila Belmiro. Depois, o Palmeiras passou a jogar no Palestra Itália e agora o São Paulo também fez valer a regra. Estamos fazendo isso também afirmou o diretor de futebol Mário Gobbi, em entrevista à Rádio Jovem Pan, criticando ainda o que ocorre quando o Corinthians é recebido na Baixada Santista.

Quando vamos à Vila Belmiro, só recebemos 6% de ingressos e nem temos direito a numeradas. Nós oferecemos a numerada. Além disso, a torcida corintiana só consegue entrar no estádio no segundo tempo criticou Gobbi. De acordo com o dirigente, o Santos poderia se espelhar na parceria entre Corinthians e Palmeiras do último clássico.

Nós não queremos aliados contra o São Paulo, mas que cada clube cuide de seu interesse. Acho salutar para o futebol o Santos fazer essa parceria e mandar todos os jogos contra nós no Pacaembu ou em Rio Preto, por exemplo. No Morumbi não, não jogamos mais lá. E na Vila Belmiro nós somos visitantes afirmou Mário Gobbi.

Sobre o fato de ter cobrado mais caro para vender os ingressos aos santistas, o dirigente afirma que não é novidade.

Contra o Santo André no domingo, pagamos R$ 60 para ficar no sol e a torcida deles pagou menos. Todos querem ganhar contra nós o que não ganharam o ano todo afirmou.