Ross Brawn: 'Nossa equipe está numa situação financeira confortável'

Agência AFP

BARCELONA, ESPANHA - Ross Brawn, proprietário da Brawn GP, ex-Honda, afirmou nesta terça-feira em Barcelona, onde todas as equipes de Fórmula 1 estão fazendo treinos livres, que sua escuderia está numa situação financeira "confortável" para a temporada 2009.

Estamos confortáveis para a temporada 2009. Precisamos agora trabalhar no longo prazo. É importante que obtenhamos bons resultados este ano avisou Brawn, qualificando a compra da Honda de "solução de médio prazo".

Passamos pela primeira etapa, que era ir a Melbourne onde acontece, em 29 de março, o primeiro Grande Prêmio da temporada 2009 de Fórmula 1 Agora, nosso desafio é construir um futuro no longo prazo para a equipe.

De acordo com Brawn, a maioria dos mais de 700 funcionários permanecerá na escuderia.

Éramos uma escuderia patrocinada por uma montadora (Honda), e somos agora uma escuderia privada. A transição não é fácil, mas todos na equipe estão cientes da situação comentou.

A Brawn GP, que manteve os pilotos Jenson Button e Rubens Barrichello, está surpreendendo nos treinos livres realizados no circuito de Montmeló, perto de Barcelona. Rubinho cravou o terceiro melhor tempo nos testes desta terça-feira, e Button obtivera o quarto melhor tempo na véspera.

É o resultado de quinze meses de trabalho. No ano passado, avisamos que sacrificaríamos a temporada 2008 para nos concentrar no carro de 2009, e foi o que fizemos afirmou Brawn.

A Honda terminou a temporada passada na nona posição do Mundial de Construtores, com 14 pontos.

A Honda anunciou na sexta-feira a venda, por uma quantia não divulgada, de sua escuderia de F1 a Ross Brawn, 54 anos, que se unira à equipe japonesa em 2007 depois de ter trabalhado na Ferrari, na Benetton, na Jaguar e na Arrows.