Bruno Senna negocia com Mercedes para correr na DTM alemã

REUTERS

BERLIM, ALEMANHA - O brasileiro Bruno Senna está em negociações com a Mercedes para correr na Alemanha no campeonato de turismo alemão neste ano depois de aparentemente perder a chance de dirigir para o time da tradicional Honda Fórmula 1.

Há conversas, mas nenhuma decisão disse o vice-presidente da Mercedes Norbert Haug para a agência de notícias alemã SID, nesta quarta-feira.

O sobrinho do tricampeão mundial Ayrton Senna vinha sendo cotado como um forte candidato para um lugar na equipe Honda de Fórmula 1, até a fabricante japonesa anunciar em dezembro que estava se retirando da categoria.

A DTM (sigla em alemão para a categoria nacional de carros de turismo) começa um mês atrasada neste ano (em 17 de maio), então nós temos quatro semanas a mais para acertar nossos acordos com os pilotos disse Haug É lógico que seria bom ter o Bruno Senna na DTM, mas isso ainda é pura especulação se isso de fato ocorrerá.

É nítido que até mesmo o melhor nome não ajuda se a velocidade não está lá. Mas Bruno já provou na Fórmula 3, na GP2 e em seus testes na Fórmula 1 que é veloz pronunciou Haug.

O experiente compatriota Rubens Barrichello, que pilotou para a Honda no ano passado, agora espera manter seu lugar na Fórmula 1, isso se a equipe encontrar um investidor para a próxima temporada. A Mercedes tem dito que fornecerá motores para quem quer que assuma a equipe.

Bruno Senna, de 24 anos, disse ao jornal O Estado de S. Paulo na terça-feira estar conformado e que "o esquema é partir para outra".