Rexona assegura o primeiro lugar da Superliga Feminina

JB Online

RIO DE JANEIRO - O Rio de Janeiro/Rexona-Ades, dono do melhor bloqueio da Superliga Feminina de Vôlei, saiu vitorioso no duelo contra o time de melhor ataque na competição, o São Caetano/Blausiegel. A equipe das campeãs olímpicas Fabiana e Fabi venceu o time de Mari, Sheilla e Fofão, também medalhistas em Pequim, por 3 sets a 0 (parciais de 25/22, 25/24 e 25/22), em 1h20min, nesta terça-feira, no ginásio do Tijuca Tênis Clube. A vitória no penúltimo jogo do quarto turno assegurou ao time carioca a liderança do campeonato e o mando de quadra na fase dos playoffs.

Com 46 pontos (duas derrotas em 24 jogos e campeão dos três primeiros turnos), o Rexona-Ades não pode mais ser alcançado por nenhuma outra equipe da competição na classificação geral, independente do resultado da próxima partida, de ir ou não para a quarta decisão de turno.

Largando na frente, o São Caetano/Blausiegel impôs um ritmo ágil no ataque e explorou o bloqueio de Fabiana e Carol Gattaz. Erros do Rexona-Ades ajudaram a equipe paulista a conseguir 5 pontos de vantagem e se manter na liderança durante boa parte do primeiro set. Mas o Rexona-Ades reagiu e arrancou um empate por 16 a 16. Daí em diante contou com os erros do adversário para fechar a parcial por 25/22, em 27 minutos.

O segundo set foi do Rexona-Ades. Sem encontrar resistência do São Caetano que se desconcentrou, mandou no placar. Aproveitando os erros sucessivos do adversário e com o eficiente bloqueio de Fabiana e as defesas e ataques de Érika, um dos grandes destaques da parcial, fechou o set por 25/14, em 24 minutos.

A vantagem do Rexona-Ades prevaleceu no início do terceiro set. Abrindo o placar, o time carioca continuou mostrando força na relação bloqueio e defesa e no ataque. Mas o São Caetano/Blausiegel reagiu e chegou a empatar, impondo um jogo difícil. As duas equipes passaram a disputar ponto a ponto, mais o Rexona-Ades fechou a parcial por 25/22, em 29 minutos

A disputa apertada, com a pressão quase constante do São Caetano/Blausiegel, agradou o técnico Bernardo Rezende, que destacou a recuperação das jogadoras do Rexona-Ades como um dos grandes trunfos.

- Foi um jogo importante, enfrentamos jogadoras veteranas, vitoriosas. A partir do segundo set, o Rexona-Ades fez um jogo muito bem marcado. No terceiro set, houve um pouco mais de dificuldade, porque o São Caetano mudou um pouco a forma de jogar. As jogadoras começaram temerosas, mas no fim saíram com a auto-estima elevada - comentou Bernardinho.

O Rexona-Ades teve Dani Lins, Joycinha, Fabiana, Carol Gattaz, Regiane, Érika e a líbero Fabi. Entraram: Monique, Amanda, Luana e Luíza. O São Caetano/Blausiegel escalou Andréia, Mari, Fofão, Edna, Dayse e Sheilla, mais a líbero Suellen. Entraram: Thais, Clarisse, Ana Cristina e Natasha.

O Rexona-Ades encerrará sua participação no quarto turno da Superliga Feminina de Vôlei em Brusque, Santa Catarina, onde joga sábado, às 21h45, com o Brasil Telecom.