Ingleses contam detalhes da demissão de Felipão

Portal Terra

LONDRES - Um dia após a demissão do técnico brasileiro Luiz Felipe Scolari, os jornais ingleses detalharam, nesta terça-feira, o processo que culminou com o fim da passagem de Felipão pelo Chelsea.

O jornal The Times, por exemplo, se concentrou no momento em que o proprietário do Chelsea, Roman Abramovich, comunicou ao treinador a sua decisão. O russo teria chegado à sede do clube com uma 'máscara da morte', expressão que tenta passar o aspecto sombrio carregado por ele.

Logo no começo da reunião, convocada às pressas, Abramovich teria dito a Felipão que 'não estava funcionando'. Neste momento, o brasileiro teria percebido que a sua passagem pelo Chelsea havia terminado.

Segundo o jornal, Felipão 'sorriu como Gene Hackman' (ator americano com semelhanças físicas ao brasileiro) e 'aceitou o seu destino'. O brasileiro ainda teria agradecido a preocupação do clube em lhe oferecer o pagamento dos 17 salários restantes de acordo com o seu tempo de contrato e se despedido cordialmente.

Logo após a reunião, Abramovich teria ligado para um dos líderes do elenco do Chelsea, o zagueiro John Terry, para comunicar a decisão. Terry teria ficado surpreso, já que esperava uma mudança no comando técnico apenas para a próxima temporada.

Ao lado do meio-campista Franck Lampard, que também recebeu uma ligação de Abramovich, o zagueiro havia manifestado preocupação com os rumos do time. Porém, nenhum dos dois esperava que a demissão de Felipão ocorresse durante a disputa do Campeonato Inglês e Copa dos Campeões.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais