Hiddink diz que está pronto para assumir o Chelsea

REUTERS

LONDRES - Guus Hiddink está negociando com o Chelsea para assumir o cargo de técnico até o fim da temporada, sem abandonar o comando da seleção russa, disse ele à Reuters nesta terça-feira.

Hiddink revelou que foi abordado pelo clube inglês depois da demissão de Luiz Felipe Scolari, na segunda-feira. - Tenho de admitir que é uma situação complicada, que envolve a seleção russa e o Chelsea - disse o holandês à Reuters, em uma entrevista exclusiva em sua casa no Mediterrâneo.

Ele acrescentou que tem uma relação especial com o dono do Chelsea, o bilionário russo Roman Abramovich. - Devo dizer que esta é uma situação excepcional. Se fosse qualquer outro clube que não o Chelsea, minha resposta seria um não, direto - afirmou. - Mas o Chelsea é diferente porque eu tenho boas relação com o dono do time. Então, gostaria de ajudar nesta situação, se puder - prosseguiu.

Questionado se isso envolveria o trabalho como consultor para a comissão técnica do Chelsea, Hiddink disse: 'Não, seria o papel de técnico completo, um emprego diário'.

- Mas isso seria somente durante os próximos dois ou três meses, até o fim da temporada - acrescentou.

- É claro que, quando a Rússia jogar (as eliminatórias da Copa do Mundo), eu iria para lá treiná-los durante esse tempo, já que não haveria nenhum jogo (do campeonato inglês) neste período - lembrou.