Duelo muralha x canhão agita a Superliga de vôlei nesta quarta-feira

JB Online

RIO DE JANEIRO - O maior pontuador da Superliga Masculina de vôlei 08/09 até o momento terá uma difícil missão pela frente nesta quarta-feira (11.02). O oposto Leandrão, da Sada Cruzeiro Vôlei (MG), soma 285 acertos na competição, mas, para fazer mais pontos, o jogador terá que ultrapassar o paredão de Gustavão, da Tigre/Unisul/Joinville (SC), o mais eficiente no bloqueio, com 30% de aproveitamento. O duelo entre a "muralha e o "canhão será realizado no ginásio Ser Tigre, em Joinville (SC), a partir das 19h, e válido pela primeira rodada do quarto turno.

As equipes têm campanhas parecidas até o momento na competição. A Sada Cruzeiro Vôlei ocupa a quarta colocação, com 29 pontos em 17 partidas. Até agora o time mineiro venceu 12 jogos e perdeu cinco. Estes são os mesmos números da Tigre/Unisul/Joinville, que está em quinto lugar. A diferença está no set average. A equipe mineira venceu 43 e perdeu 26, uma média de 1,654, enquanto o time catarinense tem média de 1,226 (38 triunfos e 31 derrotas).

O confronto também terá um duelo à parte. Além de Leandrão, o segundo maior pontuador da Superliga também estará em quadra, mas do lado da Tigre/Unisul/Joinville. É o ponteiro cubano Roca, autor de 255 pontos (204 de ataque, 34 de bloqueio e 17 de saque). O atacante está há 30 pontos de Leandrão que soma 243 acertos de ataque, 28 de bloqueio e 14 de saque.

Tigre/Unisul/Joinville e Sada Cruzeiro Vôlei fizeram uma boa campanha na última Superliga. A equipe catarinense terminou na quarta colocação, enquanto a mineira ficou com o quinto lugar. No quarto torneio da fase classificatória, as equipes chegaram à final e a Tigre/Unisul/Joinville levou a melhor em Betim (MG), casa do adversário, por 3 sets a 2. Nas quartas-de-final, os times duelarão e o grupo catarinense ganhou a série melhor de três partidas por 2 jogos a 0, ao vencer o primeiro duelo por 3 sets a 0 e o segundo por 3 a 2.

Marcelinho está de volta

Depois de ficar fora de três partidas, o levantador Marcelinho, da Tigre/Unisul/Joinville, está à disposição do técnico Giovane Gavio. Marcelinho sofreu uma contratura na região lombar durante a partida contra o Santander/São Bernardo, válida pela terceira rodada do terceiro turno.

O medalhista de prata nos Jogos Olímpicos de Pequim/2008 com a seleção brasileira não pôde jogar nos outros três confrontos nas vitórias contra a Ulbra Suzano Massageol (SP), por 3 sets a 2, e contra o Álvares/Vitória (ES) por 3 sets a 0, e na derrota para o Vivo/Minas, por 3 sets a 0.

Marcelinho está feliz com seu retorno e lembra que a partida será decisiva para as pretensões de ambas as equipes para os playoffs.

- É um confronto direto entre dois times que estão na luta pelo terceiro e quarto lugares da classificação geral. Uma vitória é muito importante para a definição da posição das equipes para as quartas-de-final - destaca Marcelinho.

Marcelinho gostou da atuação da Tigre/Unisul/Joinville nos jogos que esteve fora. O levantador analisa o potencial do adversário.

- A Sada Cruzeiro Vôlei é uma equipe bastante homogênea. É um time com bons jogadores em praticamente em todas as posições. Não há um fundamento no qual o time mineiro é deficiente para explorarmos - observa o levantador carioca.

As duas equipes duelaram na rodada de estréia da Superliga Masculina 08/09. No ginásio Divino Braga, em Betim (MG), o Sada Cruzeiro Vôlei superou a Tigre/unisul Joinville por 3 sets a 1. Naquele confronto, o destaque foi o levantador Sandro, da equipe mineira, eleito o melhor da partida e vencedor do Troféu VivaVôlei.