Para jogadores da Seleção, Kaká não é insubstituível

Portal Terra

LONDRES - A capacidade de Kaká jamais foi colocada em questão. Campeão do mundo pela Seleção Brasileira e pelo Milan, campeão mundial, europeu e italiano pelo clube rubro-negro, além de eleito melhor jogador do mundo pela Fifa em 2007. Mas a contusão do craque brasileiro, que perderá o amistoso desta terça-feira diante da Itália, em Londres, parece não ter afetado os companheiros que já estão concentrados no Hotel Hilton Park Lane, na capital inglesa.

O discurso é o mesmo entre todos eles: Kaká é um grande jogador, que sempre fará falta, mas a Seleção tem jogadores para substituí-lo. O atacante Robinho, que defende o Manchester City, falou sobre o assunto em breve entrevista durante a sua conturbada chegada. - Tenho certeza de que a Seleção, mesmo sem o Kaká, que é um grande jogador, pode ganhar mesmo assim - disse.

O volante Josué concorda com o ex-santista. - Sabemos que a Seleção tem grandes jogadores que podem suprir a ausência do Kaká - garantiu.

O lateral Marcelo, do Real Madrid, fez questão de elogiar o craque, mas adotou o mesmo tom dos outros atletas. - Kaká é o melhor do mundo e fará falta, mas temos jogadores para suprir sua ausência - enfatizou.

O apoiador do Milan teve constatada uma contusão no tornozelo esquerdo durante o empate por 1 a 1 contra a Reggina, no sábado, e deixou o campo de muletas (antes, havia salvado o time da derrota com um gol de pênalti).

Kaká ficará pelo menos 15 dias sem jogar, o que o deixa de fora do clássico do próximo domingo, contra a Inter de Milão, pelo Campeonato Italiano. O Milan ocupa a terceira colocação com 45 pontos, oito a menos do que a rival Inter, que lidera.