Ney tem mais uma chance de acertar o Botafogo antes da estréia

Fúlvio Melo, Jornal do Brasil

RIO - Antes do primeiro jogo do ano, contra o Boavista, sábado, pelo Campeonato Carioca, o Botafogo realiza seu último teste, contra o Olaria, nesta quarta-feira, às 16h, no Engenhão, com portões fechados. Nesta terça-feira, Ney Franco testou um esquema 4-4-2, mas temendo a exposição de seu setor defensivo voltou a utilizar a formação mais prudente com três zagueiros.

Quando defino um esquema costumo bater na mesma tecla. Testei uma formação diferente, mas a que deve começar o campeonato é a do fim do treinamento garantiu o comandante.

A principal mudança foi na zaga. Ao lado de Émerson, Juninho, ainda sem suas totais condições físicas, será o líbero. Atuando pelo setor esquerdo, Leandro Guerreiro entra na vaga de Teco.

Nos tempos em que era treinador do Flamengo, Guerreiro marcava o Renato Augusto. É um jogador que pode executar perfeitamente essa função pelo lado esquerdo assegurou o treinador.

Outra mudança foi a saída de Fahel para entrada de Victor Simões. Léo Silva passa a ser o único volante, Lucas Silva recua para ajudar Maicosuel na articulação de jogadas. Reinaldo ganha a companhia do precavido Simões.

Ainda não está definido, tenho que seguir treinando forte para continuar no time afirmou o atacante, que vem chamando a atenção pelo porte físico e pela arrancada durante os treinos.

Ney pede parada técnica

Embora submeta os jogadores a treinos intensivos no calor escaldante do verão carioca, Ney Franco é adepto de uma paralisação no meio da partida para que os jogadores evitem a desidratação e um possível mal-estar.

Vamos aproveitar para passar alguma coisa ou outra, mas o principal objetivo é hidratar os atletas por causa do calor frisou Ney.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais