Ney Franco não gosta de argentinos, diz Ferrero

JB Online

RIO DE JANEIRO - Fora do Botafogo, o zagueiro Ferrero condicionou sua saída do clube ao fato de o técnico Ney Franco não gostar de argentinos. O jogador começou o ano com seqüência de jogos e a vaga titular, mas foi preterido com a chegada do comandante ao clube de General Severiano, no segundo semestre.

- No primeiro semestre, joguei aproximadamente de 25 a 30 partidas como titular e fiquei outras 15 no banco. Mas nos últimos cinco meses chegou um treinador que não queria argentinos, e então não tive continuidade, afirmou o jogador, em entrevista à Agência Fé, da Argentina.

- Com os outros técnicos do Botafogo, pude jogar, continuou Ferrero, se referindo ao técnico Cuca, com quem teve seus melhores momentos no futebol brasileiro.

Com Ney Franco, o argentino preferiu rescindir o contrato, mesmo tendo um ano para cumprir, e voltar à sua terra natal, onde joga pelo Colón de Santa Fé, da primeira divisão.