Jornal acusa presidente do Real de 'roubar' assembléia do clube

JB Online

MADRI, ESPANHA - O jornal espanhol Marca, em edição desta terça-feira, aponta que o presidente do Real Madrid, Ramon Calderón infiltrou falsos conselheiros na Assembléia do clube, no dia 7 de dezembro do ano passado.

Segundo a publicação, Calderón inseriu um numeroso grupo de indivíduos que não teriam direito de votar a aprovação das contas do Real Madri. Alguns deles eram sócios sem tempo necessário para ser conselheiros, e outros nem sequer eram sócios do clube.

Os falsos conselheiros teriam votado e, desta forma, adulterado o resultado da votação realizada na Assembléia, em que se aprovaram as contas do exercício para a temporada 2008/2009.

Além desta irregularidade, foram negadas as petições de membros da oposição solicitando que a votação fosse feita na urna. Sendo assim, o voto foi aberto, o que teria intimidado alguns conselheiros.