No embalo de Ronaldo, jornal espanhol elege os 20 maiores traidores

JB Online

RIO DE JANEIRO - O jornal espanhol Marca destaca como traição a ida de Ronaldo ao Corinthians, causando revolta dos torcedores do Flamengo, que queimaram faixas e resgaram camisas com a foto do craque, e resolveu elaborar uma lista com os 20 maiores traidores da história do futebol.

Curiosamente, Ronaldo, que jogou nos rivais Inter de Milão e Milan, além de Real Madrid e Barcelona, mesmo que as transferências não tenham sido diretamente, não está relacionado entre os 20. Quem encabeça a lista é o português Luis Figo, que foi do Barça direto para o Real. O único brasileiro presente é Romário, na sexta posição, que jogou no Vasco, Flamengo e Fluminense.

Outro caso de destaque é o do escocês Mo Johnston, que trocou o Celtic pelo Glasgow Rangers. Além dos gramados, as equipes escocesas têm rivalidade religiosa, já que o Celtics é formado por católicos e o Rangers por protestantes. Johnston conseguiu ser odiado por ambas as torcidas.

Confira a lista dos 20 maiores traidores da história:

1) Figo do Barcelona para o Real Madrid

2) Roberto Baggio da Fiorentina para a Juventus

3) Ruggeri do Boca Jrs. para o River Plate

4) Sol Campbell do Tottenham para o Arsenal

5) Batistuta do River para o Boca

6) Romario do Flamengo para Vasco. Do vasco para o Fluminense

7) Cruyff do Ajax para o Feyenoord

8) Caniggia do River Plate para o Boca

9) Hugo Sánchez do Atlético de Madrid para o Real Madrid

10) Mo Johnston do Celtic para o Glasgow Rangers

11) Tardelli da Juventus para a Inter de Milão

12) Luis Enrique do Real Madrid para o Barcelona

13) Krancjar do Dinamo Zagreb para o Hajduk Split

14) Paul Ince do West Ham para o Manchester United

15) Laudrup do Barcelona para o Real Madrid

16) Aldo Serena do Torino para a Juventus

17) Cáceres do River Plate para o Boca

18) Denis Law do Manchester United para o Manchester City

19) Schuster do Barcelona para o Real Madrid

20) Gatti do River Plate para o Boca