Com Emerson expulso, Milan cede virada e dá adeus

Portal Terra

ROMA - Mesmo contando com o trio ofensivo formado por Kaká, Ronaldinho e Shevchenko, o Milan acabou sendo eliminado da Copa da Itália na tarde desta quarta-feira. Em jogo que o brasileiro Emerson foi expulso, a equipe da casa cedeu a virada por 2 a 1 para a Lazio, na prorrogação, e se despediu da competição diante de seus torcedores, no Estádio San Siro, em Milão.

Depois do primeiro tempo bastante equilibrado, as maiores emoções ficaram guardadas para o segundo tempo do clássico italiano. Aos 21min da etapa final, o volante brasileiro cometeu falta em Ledesma e recebeu o segundo cartão amarelo no jogo, deixando a equipe de Milão com apenas dez jogadores.

E mesmo em desvantagem númerica, o Milan conseguiu abrir placar e ficar à frente no duelo das oitavas. Aos 32min, pouco depois da expulsão, o ucraniano Shevchenko balançou as redes do goleiro Muslera e fez a alegria da torcida local.

No entanto, com um atleta a mais em campo, a Lazio deu início à grande pressão sobre os anfitriões e só foi recompensada nos últimos lances. Aos 42min, Zarate aproveitou falha de Favalli e não deu chances de defesa para o brasileiro Dida, levando a partida para a decisão na prorrogação.

No tempo extra, logo no reinício, os visitantes conseguiram virar o placar e confirmar a melhor forma física da equipe que tinha um jogador a mais desde a metade do segundo tempo.

Aos 2min, Pandev recebeu lançamento na frente, cortou a marcação milanesa e bateu para o gol, mas parou em grande defesa de Dida. No rebote, depois de Zarate acertar a marcação adversária, novamente Pandev apareceu para pegar a sobra e empurrar para as redes.

Após a virada, o Milan partiu para o ataque e tentou de todas as formas o empate. Já sem Shevchenko, que foi substituído para a entrada de Cardacio, Kaká foi adiantado para o ataque, mas passou a atuar muito isolado.

Sem problemas para segurar o ataque rubro-negro, a Lazio somente administrou a vantagem e esteve próximo do gol de empate no segundo tempo da prorrogação, parando em boas defesas de Dida, mas o placar permaneceu sem alterações até o apito final.