Por treino, Luxemburgo desfalca julgamento

JB Online

SÃO PAULO - Em meio a um dos momentos mais conturbados do Palmeiras dentro do Campeonato Brasileiro, tudo graças a derrota por 1 a 0 para o Grêmio, no último domingo, em pleno Palestra Itália, que derrubou a equipe da segunda para a quarta colocação no Brasileiro, o técnico Vanderlei Luxemburgo não vai acompanhar seu próprio julgamento nesta tarde, no Rio de Janeiro. Optou por comparecer à reapresentação do clube, também nesta terça, na Academia de Futebol.

Luxemburgo foi enquadrado pelo STJD (Superior Tribunal de Jutsiça Desportiva) no artigo 274 (invadir local destinado à equipe de arbitragem, ou à partida, prova ou equivalente, durante sua realização, inclusive no intervalo regulamentar ou nele ingressar nem a necessária autorização) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

O julgamento está marcado para começar às 17h30 (de Brasília) e o treinador pode pegar uma suspensão de 120 a 720 dias se for considerado culpado.

O técnico do time alviverde invadiu o gramado no início do segundo tempo, logo após o gol de empate do Santos na vitória por 2 a 1 no clássico, dia 2 de novembro, na Vila Belmiro.

Nos vestiários, Luxemburgo alegou que entrou em campo apenas para afastar os seus jogadores de perto do árbitro Wilson Luiz Seneme.

O treinador deu prioridade ao treinamento da equipe, aguardado com ansiedade por ser o reencontro dele com o goleiro Marcos. Luxemburgo discordou publicamente do goleiro, que irritado com o gol sofrido para o Grêmio, largou as metas e partiu ao ataque com menos de 30min do segundo tempo.