Ameaça de morte agita o Campeonato Colombiano

Portal Terra

BOGOTÁ - Gabriel Camargo, presidente do Deportes Tolima, líder do Campeonato Colombiano, disse que seus jogadores foram ameaçados de morte pelo dirigente Alejandro Hernández, do Envigado. As ameaças teriam sido feitas antes do confronto entre as duas equipes, no último domingo.

Camargo, que é senador na Colômbia, disse que foi informado pelo técnico Hernán Torres que três jogadores de sua equipe haviam sido ameaçados de morte. Gustavo Bolívar, Juan Carlos Ramírez e Gerardo Vallego jogam no Tolima mas nasceram em Envigado, cidade do time de Alejandro Hernández.

Segundo Torres, os atletas receberam ligações telefônicas anônimas dizendo que o Envigado não poderia perder para o líder do campeonato. Coincidência ou não, a equipe venceu o Tolima por 1 a 0, diante de sua torcida. Camargo disse ter falado com o presidente da liga, Ramón Jesurún, que pediu explicações a Hernandez. O cartola do Envigado, entretanto, negou as acusações.

O dirigente do Tolima também afirmou que a Polícia ofereceu proteção no aeroporto e no estádio aos jogadores da equipe. Já o presidente do Envigado disse que processará Camargo devido às acusações.