Para Messi, técnico campeão olímpico pode assumir seleção principal

JB Online

BUENOS AIRES - O atacante Lionel Messi afirmou nesta sexta-feira ver com bons olhos a eventual escolha de Sergio Batista, que conquistou a medalha de ouro para o futebol argentino nos Jogos Olímpicos de Pequim, como substituto de Alfio Basile, que renunciou ao cargo de técnico da seleção após uma derrota para o Chile esta semana.

Batista, campeão mundial com a Argentina em 1986 como jogador, é um dos candidatos mencionados para comandar o time principal. Além dele, foram citados os do ex-técnico do Boca Juniors Carlos Bianchi, de Miguel Angel Russo, técnico do San Lorenzo, e de Diego Simeone, técnico do River Plate.

- Já fazia algum tempo que a seleção não estava jogando bem. E era melhor que houvesse mudanças, afirmou Messi ao desembarcar na Espanha.

O jogador, uma das estrelas do Barcelona mas que registra atuações oscilantes pela seleção argentina, disse que a eventual escolha de Batista lhe parecia muito boa.

- Eu já o conheço. Conheço a maneira dele de trabalhar e tenho confiança nele e na equipe técnica dele. Isso seria bom, afirmou o atacante, que fez parte do time campeão olímpico na China sob comando de Batista.

Basile, de 64 anos, deixou o cargo na quinta-feira em meio a fortes pressões dos torcedores e dos meios de comunicação da Argentina depois da derrota para o Chile, por 1 x 0, em Santiago. Nessa partida, a superioridade dos chilenos ficou evidente, apesar de os argentinos contarem com várias estrelas em campo.

O técnico comandava a Argentina desde 2006, pela segunda vez. Basile havia ocupado o cargo pouco depois do ciclo que se seguiu à Copa de 1990, período durante o qual conquistou duas Copas América e caiu nas oitavas-de-final do Mundial dos EUA, em 1994.

O técnico deixa a seleção no terceiro lugar das eliminatórias da Copa do Mundo de 2010, empatada em pontos com o Chile, 16 no total. O Paraguai encabeça a disputa, com 23 pontos, seguido pelo Brasil, com 17.