Brasil joga contra jejum recorde de gols em casa

Portal Terra

RIO - Se a defesa da Seleção Brasileira vive uma boa fase, com uma seqüência de 402 minutos sem levar gols, o ataque da equipe, pelo menos em casa, não tem funcionado ultimamente. Em que pese o número de gols marcados fora, sete nas últimas duas partidas, os lances que acabam com bola na rede são escassos nos domínios próprios, um jejum recorde de 206 minutos de gols na história das Eliminatórias para a Copa do Mundo.

Para quebrar a escrita, o técnico Dunga terá um novo atacante na partida desta quarta-feira, já que Adriano está suspenso por ter levado o segundo cartão amarelo contra a Venezuela, na vitória por 4 a 0 no domingo passado, em San Cristóbal. Alexandre Pato e Jô disputam a posição.

Ainda há outro jejum a ser quebrado, já que há quatro anos, ou 18 partidas, o Brasil não vence dois jogos consecutivos em Eliminatórias.

- Vamos ver se a gente consegue quebrar esse jejum e ganhar da Colômbia no Maracanã, alerta Robinho.

Sobre a boa fase da defesa, o zagueiro Juan, que volta a atuar no Rio de Janeiro depois de um ano, uma vez que desfalcou a equipe no mês passado, contra a Bolívia, não quer saber de acomodação. Ele diz que um erro pode acabar com os elogios.

- É o setor mais exigido. Se vacilarmos, começam as críticas, diz o atleta da Roma.

A Seleção Brasileira deverá entrar em campo com Júlio César; Maicon, Lúcio, Juan e Kléber; Gilberto Silva, Josué, Elano e Kaká; Robinho e Jô (Alexandre Pato).

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais