Leandro Amaral: com o Fluminense na cabeça

Márcia Vieira, Jornal do Brasil

RIO - O empate em 3 a 3 com o Fluminense não saiu da cabeça dos jogadores do Vasco, principalmente de Leandro Amaral. Ao enfrentar o ex-clube, o dono da camisa 11 perdeu um gol incrível, mas se redimiu fazendo outro em grande estilo. Ex-clube que ainda lhe rende muitas polêmicas. Uma delas, segundo reza a lenda, é a de que ele teria recebido do presidente da Unimed, Celso Barros, R$ 400 mil adiantados nos três meses em que jogou nas Laranjeiras, graças a uma liminar. Dinheiro que não teria sido devolvido porque o patrocinador da equipe tricolor espera contar com o seu futebol no ano que vem.

Não existiu nada disso. Até porque o dinheiro que recebi do Fluminense foi dos três meses que trabalhei. Fora isso, não recebi nenhum dinheiro garantiu o atacante, que não escapou de terminar a entrevista coletiva sem cometer uma gafe quando se referia ao apoio recebido da torcida vascaína. Estou feliz aqui e procuro, a cada dia me dedicar para, quem sabe, poder dar muitas alegrias para o torcedor do Fluminense (sic).

Ao perceber o erro, Leandro não perdeu o bom-humor e emendou de primeira:

Vocês falam tanto do Fluminense... (risos).

Carinho de Edmundo

Leandro Amaral também comentou o gesto de Edmundo que lhe deu força após o incrível gol perdido no primeiro tempo. Ele me disse que ainda marcaria um gol no jogo. Foi um gesto muito bacana dele. Isso a gente leva para a vida toda comentou.

Apesar de reconhecer que a equipe evoluiu, Leandro acredita que para as vitórias voltarem os jogadores precisam se concentrar mais para o time não deixar escapar uma vitória em apenas 15 minutos.