Nilmar marca dois e derruba arrancada do São Paulo

Portal Terra

PORTO ALEGRE - O atacante Nilmar conseguiu colocar um fim à arrancada do São Paulo no Campeonato Brasileiro na noite desta quarta-feira, no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, ao marcar os dois gols da vitória do Internacional por 2 a 0 sobre a equipe paulista, que sonhava em terminar a rodada entre os quatro primeiros colocados da competição nacional.

Contando com a boa atuação do ex-corintiano, que chega aos sete gols no torneio e entra de vez na disputa pela artilharia, a equipe colorada reforça a recuperação sob o comando do técnico Tite e já passa a ocupar a zona das equipes que brigam por uma vaga na próxima edição da Libertadores da América.

Com a vitória sobre o São Paulo, na partida que colocou frente a frente os finalistas da competição continental de 2006, o Internacional chega aos 22 pontos e salta para a sexta posição provisória, aumentando para sete jogos a seqüência invicta na competição.

Enquanto os gaúchos passam a sonhar com um lugar no G-4, o time do Morumbi vê a zona de acesso ficar mais distante com o tropeço no Beira-Rio. Precisando apenas de um empate para ganhar a quarta posição do Cruzeiro, que também foi derrotado na rodada, o São Paulo estacionou nos 23 pontos e pode ser ultrapassado pelo rival Palmeiras nesta quinta-feira, que pega o Santos no Palestra Itália.

O resultado conhecido no Sul também quebra uma seqüência positiva conquistada pelos comandados de Muricy Ramalho. Depois de tropeçar contra Ipatinga e Náutico, o São Paulo iniciou reação e vinha de três vitórias consecutivas na competição, contra Palmeiras, Vitória e Botafogo, no último final de semana.

Jogo

Com apenas 5min de bola rolando, o técnico Tite já enfrentou o primeiro problema e foi obrigado a alterar a equipe que iniciou a partida. Com dores musculares, o lateral Ricardo Lopes não suportou em campo e deu vaga para a entrada de Angelo no Internacional.

E o que se viu nos minutos iniciais foi o domínio da equipe da casa, que tinha mais posse de bola e insistia nas investidas com Nilmar, que levou perigo pela primeira vez aos 12min. Depois de cruzamento de Andrezinho em cobrança de escanteio, o atacante subiu mais que os são-paulinos e só não inaugurou o marcador porque Rogério Ceni conseguiu fazer grande defesa no reflexo.

Com o passar do tempo, o time de Muricy Ramalho conseguiu equilibrar o confronto e apostava na velocidade de sua dupla de ataque, formada por Éder Luís e Dagoberto. Com mais organização, o time são-paulino balançou as redes, mas teve a jogada invalidada por impedimento, que gerou a reclamação dos visitantes.

Aos 25min, Jorge Wagner centrou para a área do lado direito do campo e encontrou alguns jogadores de ataque em posição ilegal. No entanto, Dagoberto partiu de trás e testou para as redes, vencendo o goleiro Clémer, mas parando na marcação do assistente.

Após o susto, o Internacional retomou as ações da partida e inaugurou o marcador restando dez minutos para o final da primeira etapa. Depois de um chute de Angelo, que desviou na zaga são-paulina, o atacante Nilmar contou com a bobeada de Juninho e tocou na saída de Rogério para colocar os mandantes em vantagem.

O gol marcado serviu para animar ainda mais o time colorado, que teve mais duas boas chances de aumentar a diferença antes do intervalo. Logo na seqüência, Nilmar quase fez outro ao passar por Juninho e finalizar à esquerda da meta tricolor. E antes do final do primeiro tempo, Rogério fez importante defesa e evitou um prejuízo maior após chute forte do meia Alex da entrada da área.

Na volta dos vestiários, o Internacional continuou comandando as ações e foi quem mais assustou. Com apenas 4min, o volante Guiñazu lançou Nilmar em profundidade, mas Rogério saiu do gol e afastou. No rebote, Taison tentou finalizar por cobertura, mas parou no goleiro são-paulino.

Em nova investida, cinco minutos mais tarde, Alex recebeu de Ramon, saiu da marcação de Juninho, mas não teve sucesso ao finalizar com a perna direita. Vendo seu time não se encontrar em campo, Muricy mandou a campo o centroavante Aloísio, sacando Éder Luís da equipe.

No entanto, quem insistia nas jogadas de perigo era mesmo a formação colorada, que aumentou a vantagem aos 17min. Em rápido contra-ataque dos mandantes, Andrezinho serviu Nilmar pelo lado direito do ataque gaúcho e o atacante finalizou com força para vencer novamente Rogério.

Em desvantagem, o São Paulo passou a ter mais posse de bola e conteve as ações ofensivas do ataque adversário. Porém, o time não conseguia se aproximar da meta defendida por Clemer e tinha problemas na armação. Diante do problema, Muricy apostou nas entradas dos jovens Jean e Sérgio Motta nas vagas de Jancarlos e Hugo, mas as alterações não surtiram o efeito desejado e o placar permaneceu sem alterações até o apito final.

No próximo sábado, o Internacional irá a Minas Gerais encarar o Ipatinga, lanterna do Brasileiro, no Estádio Ipatingão. No dia seguinte, o São Paulo tentará a recuperação no clássico paulista contra a Portuguesa, no Morumbi.