Kléber Pereira: 'está faltando a bola chegar com qualidade'

Portal Terra

SANTOS - O atacante Kléber Pereira passa por um jejum de gols e não balança as redes há seis jogos. O atleta admitiu que não vive um bom momento dentro de campo, mas também não conseguiu esconder a insatisfação com os companheiros de equipe, que são os responsáveis para levar a bola até o jogador ao ataque.

- Não vou esconder, ninguém é criança, está difícil para a bola chegar. Está faltando a bola chegar com um pouco mais de qualidade. Eu dou o máximo dentro de campo, mas as vezes as coisas não saem da maneira que a gente quer. O Cuca vai arrumar a equipe, mas clube grande não tem paciência para esperar - reclamou o atacante.

Sobre as cobranças do técnico Cuca, que inclusive optou por um regime de concentração no centro de treinamento, o atacante declarou que não vai responder sobre os demais atletas. Kléber Pereira espera que cada jogador venha analisar onde está errando para tirar o time desta situação.

- Temos que ter mais vergonha na cara. Todo mundo sabe onde esta rendendo ou não está, eu respondo sobre mim, eles querem vencer, agora se eles tem alguma problema particular, eu não sei. Eu sei de mim, infelizmente o gol não está saindo. Todo mundo é pai de família e sabe o que faz. Contra o Goiás foi uma vergonha, tivemos que sair pelas portas do fundo, dentro do nosso estádio - esbravejou o atleta.

No entanto, o jogador prefere não escolher apenas um culpado para a situação do time no Campeonato Brasileiro. O atacante acredita que a fase ruim da equipe é devido a queda de rendimento de todos os jogadores. O Santos é o 17º colocado na competição, com apenas seis pontos ganhos e está na zona do rebaixamento.

- Todos os jogadores são bons, mas falar que estão jogando bem é complicado. O jogador pra chegar na radio e TV, e falar que está jogando, está salvando, é complicado. Aqui não existe um que está se salvando, está todo mundo mal, somos um grupo. Não vou falar de ninguém - declarou o atacante.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais