Carreira se irrita com manobra de Salustiano no Sul

Portal Terra

SANTA CRUZ DO SUL - Atual líder da temporada da Copa Vicar, o piloto Fábio Carreira, da RCM Motorsport, mostrou irritação com a manobra ousada de seu concorrente Paulo Salustiano, da Full Time, na prova do último sábado, em Santa Cruz do Sul, no Rio Grande do Sul.

Na quarta etapa do campeonato, vencida por Salustiano, o líder da competição alega ter sido prensado de maneira perigosa contra o muro após passarem toda a prova duelando pelos primeiros lugares.

Carreira, que terminou a prova na segunda colocação, chegou a ocupar a ponta no circuito gaúcho, e não perdeu a oportunidade de criticar o rival, chegando a afirmar que o competidor da equipe Full Time deveria ser punido.

- Foi uma atitude muito perigosa. A CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo) deveria ter tomado alguma atitude sobre esta manobra, pois, se não tiro o pé, algo pior poderia acontecer. Naquele momento, pensei no campeonato. Ele me jogou no muro e isso não é permitido - protestou Fábio, que chegou a colocar meio carro na grama que separa a pista da mureta dos boxes.

O paulista também afirmou que, caso Salustiano não tivesse perdido os pontos por causa do doping, a disputa teria um valor ainda maior.

- Se ele não tivesse perdido os pontos, estaria apenas oito atrás, isto é, brigando pau a pau pelo campeonato - opinou.

- Era mais rápido que o Salustiano. Se ultrapasso ele àquela hora, sumiria na frente e venceria a corrida - encerrou Fábio, lamentando que poderia ter aumentado a vantagem na liderança.

Para o chefe de equipe, Rosinei Campos, os comissários talvez não tenham visto a gravidade da manobra, por isso não aplicaram sequer uma advertência a Paulo Salustiano.

- Já no final do ano passado, por ocasião do acidente do Rafael Sperafico, eu havia levantado essa questão dos pilotos não admitirem ser ultrapassados fazendo manobras arriscadas prensando seus companheiros/adversários contra o muro. É necessário que os pilotos se conscientizem de que não estão em uma guerra - relembrou.