Muricy apóia atitude de Renato Gaúcho após derrota

Portal Terra

RIO - Após a vitória por 1 a 0 do São Paulo sobre o Fluminense, na semana passada, chamou a atenção o discurso otimista do técnico do time carioca, Renato Gaúcho. Ele chegou a pedir que seus atletas segurassem o resultado no final do jogo e se mostrou confiante na briga pela vaga nas semifinais da Copa Libertadores.

O treinador da equipe paulista, Muricy Ramalho, não se surpreendeu.

- Foi um respeito que ele demonstrou pelo São Paulo. Às vezes, na Libertadores, perder fora de casa por apenas um gol não é mau negócio. Se ele expõe o time no final, poderia ter levado o segundo gol - declarou.

A confiança exibida pelo comandante gaúcho após a derrota também não incomodou Muricy.

- Tem que levantar o moral dos atletas mesmo, eu faço o mesmo com meus jogadores. Você precisa dar apoio após as partidas. É muito fácil abraçar quando vence.

A atitude da semana passada não é a única de Renato Gaúcho que merece elogios de Muricy. O técnico do São Paulo vê muita qualidade no trabalho do colega.

- Quando ele começou no Fluminense, o Paulo Paixão era seu preparador e já o elogiava. O trabalho já era bom naquela época - opinou.

Rebeldes

Apesar de todos os elogios, Muricy Ramalho não gostou de ser comparado a Renato Gaúcho no tempo em que os dois eram jogadores.

- Eu nunca fui rebelde. Usava o cabelo comprido porque era onda e eu tinha cabelo, só isso. Se tivesse cabelo hoje, também usaria - avisou.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais