Vôlei de Praia: Pedro Solberg e Harley avançam no Aberto da Itália

JB Online

RIO - Vencedores dos abertos da Austrália e da China, o carioca Pedro Solberg e o brasiliense Harley (Medley) começaram a se recuperar do mau resultado da semana passada na República Tcheca, onde terminaram apenas na 13ª colocação no torneio de Praga.

Sem perder um único set, a dupla estreou na chave principal do Aberto da Itália, em Roseto degli Abruzzi, batendo os franceses Kevin Cès e Andy Ces (21/13 e 21/10) e os suíços Martin Laciga e Jan Schnider (21/18 e 23/21).

Na sexta-feira, nas oitavas-de-final, enfrentarão os alemães Julius Brink e Cristoph Dieckmann, que também ganharam os dois jogos de hoje e mandaram Márcio e Fábio Luiz (Medley) para a repescagem com um difícil 2 a 1 (22/20, 18/21 e 18/16).

- O primeiro jogo foi fácil, mas o segundo foi complicado. Estava ventando e os suíços sacam bem nessa condição. Felizmente, eu também estava sacando legal e fizemos uma boa partida - comentou o canhoto Harley, já voltando a atenção para o confronto contra Brink e Dickmann, que atravessam uma boa fase e vêm de um segundo lugar em Praga.

- Ainda não nos encontramos em 2008. Mas sabemos que será uma parada dura. Eles também estão sacando melhor e vão exigir muita concentração de nossa parte - analisou.

Campeões mundiais de 2005, Márcio e Fábio Luiz precisarão percorrer um caminho mais longo para chegar ao primeiro título desde o Grand Slam de Berlim em julho do ano passado.

Pela manhã, eles já haviam encontrado séria resistência dos letões Samoilovs-Plavins, mas levaram a melhor com as parciais de 23/21 e 21/19. Daqui para frente não podem mais perder, sob risco de eliminação, a iniciar pelo próximo compromisso contra os austríacos Doppler e Gartmayer.

Os atuais campeões brasileiros estiveram a um passo da desclassificação precoce da quarta etapa da temporada.

Caíram diante dos norte-americanos Fuerbringer e Jennings por 2 a 0 (18/21 e 14/21) e precisaram virar a partida com os noruegueses Hoidalen-Goranson K. (17/21, 21/18 e 15/12) para continuarem vivos na competição. Recomeçam a luta contra Laciga e Schnider, que venderam caro a derrota para Pedro Solberg e Harley.

A quarta dupla brasileira no grupo de elite também viveu uma jornada bem menos tranqüila que o habitual.

Os pentacampeões Ricardo e Emanuel levaram sufoco dos venezuelanos Hernandez e Jackson, que sucumbiram apenas no desempate 27/25, 18/21 e 15/13. No segundo jogo, no entanto, voltaram ao ritmo normal e passaram pelos holandeses Boersma E.-Ronnes por 21/13 e 21/16.

Nas oitavas-de-final, encontrarão ninguém menos que os norte-americanos Gibb e Rosenthal, embalados pela conquista do título em Praga no domingo passado.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais