PM prepara esquema de segurança para final paranaense

Portal Terra

PARANÁ - A final do Campeonato Paranaense, neste domingo, com o clássico entre Atlético-PR e Coritiba, terá esquema especial de segurança. Além da Polícia Militar, a Guarda Municipal de Curitiba vai dar apoio para evitar possíveis confrontos entre torcedores.

Uma das medidas é reforçar o patrulhamento nas principais vias de acesso à Arena da Baixada e nos terminais de transporte coletivo.

- Vamos prevenir o confronto das duas torcidas. Os pontos críticos da cidade, que foram pré-estabelecidos pela polícia, contarão com reforço policial - explicou o major Flávio José Correia, responsável pelo policiamento do jogo e comandante do 13º Batalhão da PM.

Para evitar confrontos, a PM fará escolta dos torcedores do Coritiba, do Estádio Couto Pereira até a Arena da Baixada. Os torcedores da equipe perdedora não poderão ficar no estádio após o final da partida.

- Além do acompanhamento, o policiamento será reforçado na divisa das duas torcidas - destacou o major.

- A Polícia Militar fará de tudo para que todos os torcedores assistam ao jogo da melhor forma possível. É importante a torcida comparecer ao estádio com espírito esportivo, respeitando cada pessoa, evitando a violência de todas as formas possíveis - disse Correia.

No primeiro jogo da final, no último domingo, foram registrados vários incidentes. Foram detidos 101 torcedores, além de registros de vários casos de depredação do patrimônio público e do estádio Couto Pereira.

Os dois clubes registraram reclamações na Federação Paranaense de Futebol, com vídeos contendo imagens dos fatos acontecidos dentro do Couto Pereira.

Do lado do Atlético-PR, a reclamação é sobre o pó de extintor lançado por torcedores do Coritiba sobre a torcida rival. O time alviverde reclama dos atos de vandalismos dos atleticanos que arrancaram parte do pára-peito e uma das grades que separa as torcidas