Márcio e Fábio Luiz chegam às semifinais do Aberto da China

JB Online

XANGAI - Vice-campeões das três últimas temporadas, o cearense Márcio e o capixaba Fábio Luiz (Medley) garantiram participação nas semifinais do Aberto da China, segunda etapa do circuito mundial de vôlei de praia de 2008.

Nesta quinta-feira, na arena da Praia de Jinshan, em Xangai, conquistaram duas difíceis vitórias: a primeira, sobre os australianos Schacht e Slack por 2 a 1 (21/15, 18/21 e 20/18); a segunda, já nas quartas-de-final, diante dos atuais campeões brasileiros Franco e Pedro Cunha, novamente em três sets 21/19, 16/21 e 15/10.

- Os jogos foram difíceis, contra grandes equipes, mas fomos melhores. Márcio sacou bem e fez defesas incríveis - elogiou Fábio Luiz, o gigante de 2m04 de altura que dominou a rede nas duas partidas de hoje. Estamos determinados e nos dedicamos muito a este torneio. Claro que o foco principal continua sendo as Olimpíadas, mas quem administra melhor os jogos consegue os resultados - continuou.

A presença entre os Top 4 no principal centro financeiro chinês está marcando a recuperação de Márcio e Fábio Luiz depois de um início de ano bem abaixo da média da dupla.

Amanhã, em busca de um lugar na decisão, poderão encontrar exatamente os maiores adversários na luta por uma das duas vagas nacionais aos Jogos Olímpicos de Pequim.

Pedro Solberg e Harley, campeões em Xangai no ano passado, perderam para Franco e Pedro Cunha na primeira partida de hoje (18/21 e 19/21), mas se recuperaram contra os canadenses Heese-Cadieux (25/23 e 21/14).

Pedro Solberg, no entanto, sofre os efeitos de uma febre que chegou a 38,6 graus e preocupa.

- Ele passou muito mal. Estamos até com medo que seja dengue - revelou a irmã Maria Clara, que também mora no Rio de Janeiro.

O próximo compromisso de Pedro Solberg e Harley será contra Schacht e Slack.

Em caso de vitória, ainda precisarão superar os suíços Martin Laciga e Jan Schnider, que encerraram uma longa invencibilidade de 32 jogos dos pentacampeões Ricardo e Emanuel em 2008 com uma vitória por 2 a 1 (22/20, 15/21 e 15/13).

Na seqüência, os brasileiros voltaram a perder, desta vez por 2 a 0 (18/21 e 17/21) para os espanhóis Herrera-Mesa, e despediram-se do torneio na 9ª colocação.

Franco e Pedro Cunha também continuam com chances de chegar às finais. Nesta sexta-feira, esperam pelo vencedor do confronto entre os dinamarqueses Kjemperud-Skarlund e Herrera-Mesa. Quem passar encara os ainda invictos chineses Wu-Xu na outra semifinal.