Brasileiros avançam e medem forças na China

JB Online

RIO - Os atletas brasileiros conseguiram nesta quarta-feira 100% de aproveitamento no primeiro dia de jogos da chave principal do Aberto da China - segunda etapa do Circuito Mundial.

Com isso as quatro duplas avançaram para as oitavas, nas quais a maior atração será o duelo entre Pedro Solberg/Harley e Franco/Pedro Cunha.

Atuais campeões da etapa de Xangai, Pedro Solberg e Harley começaram a jornada derrotando os venezuelanos Mussa e Villafañe por 21/16 e 21/15. Pela segunda rodada, venceram os suecos Berg B./Brinkborg com parciais de 21/18 e 21/14.

Franco e Pedro Cunha também estrearam sem dificuldades diante dos ucranianos Babich/Nidolaev por 21/14 e 21/13, mas precisaram do tie-break para ganhar dos neo-zelandeses Lochhead/Pitman por 21/15, 21/23 e 15/11.

As duas melhores duplas na corrida brasileira rumo aos Jogos Olímpicos de Pequim também não enfrentaram problemas. Ricardo e Emanuel atropelaram os chineses Q. Xu/P. Gao por 21/17 e 21/9 e também os italianos Lione/Varnier por 21/13 e 21/15.

Márcio e Fábio Luiz, que brigam pela segunda vaga do País com Pedro Solberg e Harley, superaram os cubanos Alvarez/Ramirez Bernal por 21/19 e 21/8 e os franceses Gagliano/Dugrip por 21/17 e 21/16.

- Jogamos bem. Só tivemos um pouco mais de trabalho com a equipe de Cuba no primeiro set, mas depois impusemos nosso ritmo - resumiu o capixaba Fábio Luiz.

Nesta quinta-feira, Márcio e Fábio Luiz enfrentarão os australianos Schacht/Slack, terceiro colocados no Campeonato Mundial da Suíça no ano passado. "É uma equipe muito habilidosa e certamente vai resistir bastante. Foi assim em nosso jogo mais recente na Noruega, na última temporada. Os dois são excelentes levantadores e viradores de bola", elogiou Fábio Luiz.

Em caso de novo sucesso, Márcio e Fábio Luiz encontrarão o vencedor de Pedro Solberg/Harley e Franco/Pedro Cunha nas quartas-de-final. Ricardo e Emanuel também têm compromisso complicado diante dos suíços Laciga M./Schnider.

Com informações da CBV