Tocha olímpica chega ao Paquistão

Agência AFP

ISLAMABAD , PAQUISTÃO - A tocha olímpica, símbolo dos Jogos de Pequim, chegou na manhã desta quarta-feira a Islamabad (capital do Paquistão) sob forte esquema de segurança, em sua primeira parada asiática no giro pelo mundo.

O avião que transportava a tocha pousou na base militar de Chaklala, onde o símbolo olímpico foi recebido por autoridades paquistanesas em um tapete vermelho, segundo imagens transmitidas pela televisão estatal. O embaixador chinês em Islamabad também compareceu ao evento.

As autoridades encurtaram o trajeto originalmente planejado para a passagem da tocha por motivos de segurança, embora o governo chinês tenha a esperança de poder evitar no Paquistão as manifestações em defesa dos direitos humanos realizadas em etapas anteriores da viagem.

Os paquistaneses também temem a realização de algum atentado, como os registrados no país ao longo do ano passado.

Ao invés de passar pelas principais ruas da capital, a tocha circulará ao redor do estádio Jinnah, observada por cerca de 8.000 pessoas --convidados escolhidos a dedo para participar da cerimônia.

Todos os horários do percurso também foram modificados.

- Tivemos que mudar o programa para garantir a segurança da tocha e dos participantes do evento - explicou à France Presse o presidente do Comitê Olímpico Paquistanês, Arif Hassan.

Além disso, o presidente paquistanês, Pervez Musharraf, também é esperado na cerimônia. Na segunda-feira, ele condenou os protestos pró-Tibete que marcaram o início da viagem da tocha olímpica.

- Não há uma só pessoa que queira fazer nada contra os interesses da China - afirmou o presidente paquistanês, em discurso pronunciado para um grupo de estudantes da Universidade de Pequim na semana passada.

A China é atualmente um dos aliados mais próximos do Paquistão, além de seu principal forncedor de armamentos.