Polícia turca contém ataques à tocha olímpica

Portal Terra

RIO - Os seguranças oficiais dos Jogos Olímpicos de Pequim e a polícia turca tiveram trabalho, nesta quinta-feira, durante a passagem da tocha por Istambul. Protestantes chegaram a atacar os portadores do objeto, mas não tiveram sucesso em suas investidas.

O ataque mais agressivo ocorreu quando a tocha estava nas mãos do mergulhador Devrim Cenk Ulusoy. Mais de cinco seguranças tiveram de entrar em ação para segurar o homem - não identificado -, que acabou sendo detido.

Também houve problemas no momento em que a patinadora Tugba Karademir carregava a tocha. Protestantes gritaram bastante e tentaram se aproximar do atleta, mas tiveram seus movimentos frustrados pelo corpo de seguranças da Olimpíada.

Pelo menos seis muçulmanos da etnia uighur foram detidos durante a passagem da tocha olímpica por Istambul. Desde seu início na Grécia, o revezamento vem sofrendo muitos protestos, especialmente por conta da repressão chinesa ao Tibete.