Samaranch: Conflito no Tibete 'não tem nenhuma relação com esporte'

Agência EFE

BARCELONA - O espanhol Juan Antonio Samaranch, presidente de honra do Comitê Olímpico Internacional (COI), afirmou que o conflito tibetano 'é um assunto político que não tem nenhuma relação com o esporte' e deve ser resolvido por organizações políticas internacionais 'como, por exemplo, a ONU'.

O presidente de honra do COI disse que estes atos ocorridos meses antes dos Jogos Olímpicos de 2008 'querem aproveitar o grande impacto que esta competição tem hoje em dia'.

Samaranch assegurou que os Jogos Olímpicos de Pequim não correm risco algum.

- Ninguém falou de boicotar os Jogos, só a cerimônia de abertura - lembrou o ex-presidente do COI, que minimizou a importância de eventuais protestos de atletas contra o Governo chinês.

- Os atletas podem protestar se quiserem, mas o que interessa mesmo a eles é participar dos Jogos e fazer o seu melhor - concluiu.