Jogador é expulso por responder a insultos racistas

Agência EFE

MOSCOU - O jogador camaronês Tchuisse, do clube Vityaz, da cidade de Podolsk, na região de Moscou, foi expulso durante uma partida da segunda divisão por responder com um gesto obsceno aos insultos racistas de um grupo de torcedores, informou nesta quarta-feira o jornal "Sport-Express".

O incidente ocorreu durante a derrota do Vityaz por 1 a 0 para o Torpedo Moscou, no dia 30 de março.

- Tchuisse recebeu o cartão vermelho em razão dos gestos obscenos em direção aos torcedores do Torpedo, em resposta a gritos racistas - escreveu o árbitro da partida na súmula.

Tchuisse, de 33 anos, comentou ao "Sport-Express" que não conseguiu suportar a conduta dos torcedores do Torpedo, que desde o começo da partida o vaiavam e nos momentos finais o chamaram de "macaco" e gritavam para que ele "voltasse para casa".

O jogador, que está na Rússia há onze anos, não se arrepende de sua ação, e lamenta apenas que não poderá ser útil para sua equipe na próxima rodada.