Milan devolverá taça da Copa dos Campeões em Moscou

Agência EFE

MILÃO - O Milan devolverá a taça da Copa dos Campeões conquistada em 2007 sobre o Liverpool na próxima quinta-feira, em Moscou, por meio de Umberto Gandini e do ex-jogador brasileiro Leonardo, dirigentes do clube, que a entregarão ao presidente da Uefa, Michel Platini.

Platini, por sua vez, passará o troféu adiante para o prefeito de Moscou, Yuri Luzhkov, para que a cidade o guarde até a final da competição européia, que será disputada no dia 21 de maio na capital russa.

O presidente da União Russa de Futebol, Vitaly Mutko, e o embaixador para a final deste ano, o ex-goleiro Rinat Dassaev, também participarão do evento, que será encerrado com uma entrevista coletiva concedida por Mutko, Platini e o prefeito de Moscou.

Desde a Copa dos Campeões de 1997, é tradição que o vencedor da última edição do torneio participe de uma cerimônia oficial de devolução da taça à Uefa.

Em seguida, o troféu é passado para a cidade anfitriã da final do campeonato seguinte - no caso atual, Moscou.

A bola oficial para a partida final da Liga dos Campeões deste ano também será apresentada no evento desta quinta-feira na capital russa.