Conselho da Europa quer prevenir racismo na Eurocopa

Agência EFE

PARIS - O Conselho da Europa, integrado por 47 países do continente, organizará um encontro entre jovens torcedores de futebol de 30 nações européias, do qual participará a Uefa, para prevenir o racismo durante a Eurocopa 2008, que será disputada em junho na Suíça e na Áustria, informou nesta segunda-feira o órgão multilateral.

O Conselho entende que "o racismo continua manchando a imagem do futebol" e cita como exemplos uma agressão verbal a um torcedor judeu do Chelsea, no início de março, e os insultos racistas sofridos por um jogador marroquino do Valenciennes, em fevereiro, durante o Campeonato Francês.

O seminário acontecerá na cidade alemã de Rust entre os dias 6 e 10 de abril e faz parte da campanha do Conselho da Europa chamada "Todos diferentes, todos iguais", que tem como alvo o público jovem.

Entre as iniciativas para sensibilizar os jovens fãs de futebol sobre o problema do racismo antes da Eurocopa haverá o apoio à divulgação de um guia prático para ajudar clubes e espectadores a elaborarem uma "carta de torcedores" que será usada em seguida.

O encontro, organizado pela Rede de Futebol contra o Racismo na Europa e pela direção de juventude e esporte do Conselho da Europa, também abordará temas como a relação entre jovens e a violência no esporte, o papel dos poderes públicos e a comunicação com as autoridades locais, entre outros.