Técnico do Barcelona lamenta nova ausência de Ronaldinho Gaúcho

Agência EFE

BARCELONA - O holandês Frank Rijkaard, técnico do Barcelona, se mostrou bastante irritado pela situação do meia-brasileiro Ronaldinho Gaúcho, que ficará ausente da equipe pelo quarto jogo consecutivo, ele disse:

-Sua perna está doendo e ele não pode jogar se estiver lesionado.

O jogador ficará de fora da partida de amanhã com o Betis, pelo Campeonato Espanhol.Rijkaard repetiu as mesmas palavras de alguns jogadores do elenco - entre eles o lateral-esquerdo Sylvinho - que defenderam o brasileiro, porém com um pouco mais de frieza:

-Estamos todos com ele. É melhor não falar mais e pensarmos apenas no jogo de amanhã. Esperamos que ele esteja conosco quando estiver bem fisicamente e possa voltar a jogar.

Rijkaard acha que é cedo demais para saber se Ronaldinho Gaúcho viajará a Gelsenkirchen para enfrentar o Schalke 04 na próxima terça-feira, pela ida das quartas-de-final da Liga dos Campeões. Cansado de perguntas sobre o brasileiro, o técnico falou com certa cautela sobre a possibilidade de o jogador não vestir mais a camisa do clube, como cogitado hoje pela imprensa local.

O holandês mencionou as declarações do livro publicado pelo técnico francês Luis Fernández, que comandou Ronaldinho Gaúcho no Paris Saint-Germain e o acusou de levar mulheres às concentrações da equipe.

Para Rijkaard, o assunto é 'um pouco delicado' porque diz respeito à vida de cada um, mas afirmou que este tipo de acusação é grave.

O treinador também não quis entrar na polêmica sobre as declarações do volante Thiago Motta, hoje no Atlético de Madri, que acusou o diretor-técnico Aitor Beguiristain e presidente do Barça, Joan Laporta, pela situação de Ronaldinho Gaúcho.

"Não gosto de entrar no que uns e outros me dizem. Estamos trabalhando com bom senso e vontade, mas sempre há declarações', comentou.