Presidente do Colo Colo fará de tudo para manter Borghi como técnico

Agência EFE

SANTIAGO - O presidente do Colo Colo, Gabriel Ruiz-Tagle, afirmou nesta quarta-feira que o clube fará 'todos os esforços' para que o técnico Claudio Borghi, que pediu demissão na terça-feira, volte ao clube.

Ruiz-Tagle deu tal declaração após se reunir com a comissão técnica e os jogadores do Colo Colo no último treino comandado por Borghi antes da partida de quinta contra o Boca Juniors, em Buenos Aires, válida pelo grupo 3 da Copa Libertadores da América.

Borghi, que levou o Colo Colo aos títulos dos Torneios Apertura e Clausura do Campeonato Chileno em 2006 e 2007, justificou sua demissão pelo 'desgaste' de sua relação com alguns dirigentes.

- Nem todos estão felizes comigo no Colo Colo e vice-versa - afirmou o técnico, que pediu demissão pela quarta vez desde que chegou ao clube, em 2006, e disse que desta vez não volta atrás.

Gabriel Ruiz-Tagle disse estar surpreso e respeita a decisão de Borghi, mas se mostrou confiante de que o treinador vai continuar à frente do Colo Colo.

O presidente do clube chileno disse que conversará com Borghi na Argentina, para 'fazê-lo entender que ainda tem grandes desafios pela frente'.

Ruiz-Tagle descartou que o conflito com os jogadores devido aos prêmios pela participação nas Libertadores tenha provocado a saída do técnico.