Era Ronaldinho Gaúcho no Barça pode chegar ao fim

Agência EFE

BARCELONA - O desencontro entre o meia-atacante brasileiro Ronaldinho Gaúcho, o Barcelona e parte da torcida catalã parece ter entrado em um caminho sem volta, depois da contundência nas declarações do presidente do clube, Joan Laporta.

Ao falar à imprensa num evento realizado ontem, o dirigente afirmou que o foco é a equipe, não o jogador. Porém, negou que haja um 'divórcio' entre o brasileiro e o clube.

O jogador continua em processo de recuperação das dores musculares que alega sentir no adutor da perna direita e hoje voltou a trabalhar a parte física, separadamente do resto do elenco que se exercitou normalmente no centro de treinamentos do clube.

Depois de ficar três jogos seguidos de fora em conseqüência das dores, ninguém no clube sabe prever se Ronaldinho Gaúcho viajará com o elenco neste fim de semana para enfrentar o Betis, pelo Campeonato Espanhol.

O presidente do clube, sem citar explicitamente o brasileiro, deu um sinal claro de que a participação dele não vem agradando:

'Agora é preciso valorizar a equipe acima de individualidades. E se estas não estão à disposição do treinador, que façam o possível para se recuperar'.

Nas últimas semanas, todos os personagens ligados a Ronaldinho Gaúcho e ao Barcelona (técnico, médicos e jogadores) comentaram a situação, mas faltava conhecer a posição do próprio jogador e da diretoria.

Após a reunião do conselho do clube, Joan Laporta participou de um ato público após o qual falou com a imprensa sobre Ronaldinho Gaúcho.

"O que cabe ao técnico é priorizar a equipe acima de todos, porque é ela que vencerá, e que deve estar acima de qualquer individualidade', disse o presidente.

Ronaldinho Gaúcho, desde a noite de terça-feira, parece ter deixado de ser indispensável para o Barcelona.

O fato que parece estar claro é que o Barcelona não conta com o jogador na reta final do campeonato. Poucos no clube acreditam que a situação possa ser revertida. O técnico holandês Frank Rijkaard já não se sente em dívida com o jogador, a quem tantas vezes defendeu nos últimos meses, e não sofre mais nenhuma pressão para escalá-lo.

Outra questão é o Ronaldinho Gaúcho após o fim da temporada. Qualquer que seja seu desempenho nos últimos jogos, o clube buscará uma saída para fazer com que ele possa mostrar seu melhor futebol em outro lugar.

Desta forma, depois da reunião da diretoria, a etapa de Ronaldinho Gaúcho no clube catalão parece estar chegando ao fim; se o jogador voltar a ter boas atuações nas próximas semanas, será bem-vindo. Caso contrário, sua saída deverá ser certa.