Brasil e Suécia se enfrentam em Londres

Agência EFE

MADRI - Brasil e Suécia lembrarão, em Londres, nesta quarta-feira o 50º aniversário da final da Copa do Mundo de 1958, em Estocolmo, data em que serão realizados cerca de outros 30 amistosos, entre eles o jogo entre França e Inglaterra, que poderá ser a centésima partida de Beckham com a camisa inglesa.

O amistoso entre a seleção brasileira e a sueca, que acontecerá no Emirates Stadium, comemora o aniversário da histórica partida entre as duas seleções no estádio Rasunda, em Estocolmo, onde o Brasil foi campeão mundial pela primeira vez após bater a Suécia por 5 a 2.

A vitória aconteceu de virada, com dois gols de Pelé, que tinha ainda 17 anos, dois de Vavá e um de Zagallo. Liedholm e Simonsson marcaram para os suecos.

Para o amistoso da próxima quarta, o técnico Dunga deixou de convocar, pela segunda vez consecutiva, o meia-atacante Ronaldinho Gaúcho, do Barcelona. Pelo lado sueco não jogará o zagueiro Erik Edman, do Wigan Athletic, da Inglaterra.

É provável que a Suécia sinta falta de Edman, peça importante no esquema da seleção do técnico Lars Lagerbäck, que usou o zagueiro em 10 dos 12 jogos das Eliminatórias para a Eurocopa, competição que acontecerá entre os dias 7 e 29 de junho na Áustria e na Suíça.

Convocado pelo técnico italiano Fabio Capello pela primeira vez, David Beckham poderá realizar, caso entre em campo contra a França, sua partida de número 100 com a camisa da Inglaterra.

Já a Espanha terá seu antepenúltimo compromisso de preparação para a Eurocopa diante da Itália. A Real Federação Espanhola de Futebol confirmou, na semana passada, outros dois amistosos de preparação para o torneio.

Os espanhóis enfrentam o Peru, em Huelva, em 31 de maio e os Estados Unidos, em Santander, em 4 de junho.

Pela Itália, comandada por Roberto Donadoni, Buffon e Camoranesi, ambos da Juventus, retornam à equipe após ficarem de fora, por causa de lesão, do amistoso de fevereiro contra Portugal.

A principal novidade da Espanha para esta partida deverá ser o meia Rubén de la Red, do Getafe.

Rivais da Espanha na primeira fase da Eurocopa, Rússia e Grécia, também farão experiências enfrentando, respectivamente, Romênia e Portugal.

Andrei Arshavin e Aleksandr Kerzhakov serão os desfalques do técnico holandês Guus Hiddink contra a Romênia.

Portugal e Grécia reeditarão, em Dusseldorf, na Alemanha, a final da Eurocopa de 2004. O jogo será a primeira oportunidade de revanche para Luiz Felipe Scolari e seu time, derrotados naquela ocasião por 1 a 0.

Felipão não poderá contar com o meia Deco, do Barcelona, e com o lateral Bosingwa, do Porto, ambos lesionados, enquanto a Grécia terá um estreante no gol, Alexandros Tzorvas, que atua no futebol grego e que foi convocado pela primeira vez.

O meia-atacante Cristiano Ronaldo, por Portugal, e o zagueiro grego Charisteas, autor do gol do título em 2004, serão dois dos muitos jogadores que estarão em campo e que participaram daquela decisão.

Os amistosos desta quarta-feira:

França x Inglaterra

Romênia x Rússia

Escócia x Croácia

Suíça x Alemanha

Áustria x Holanda

Espanha x Itália

Portugal x Grécia

Gana x México

Egito x Argentina

África do Sul x Paraguai

Peru x Costa Rica

Colômbia x Honduras

Venezuela x Bolívia

Equador x Haiti

Polônia x Estados Unidos

Suécia x Brasil

Bósnia x Macedônia

Israel x Chile

Bélgica x Marrocos

Dinamarca x República Tcheca

Andorra x Letônia

Montenegro x Noruega

Estônia x Canadá

Ucrânia x Sérvia

Bielo Rússia x Turquia

Armênia x Cazaquistão

Bulgária x Finlândia.