Santos sofre com altitude e perde para San José na Libertadores

Agência EFE

LA PAZ - O Santos não resistiu aos efeitos dos quase 3.700 metros de altitude da cidade boliviana de Oruro e perdeu para o San José por 2 a 1 nesta quarta-feira, pelo grupo 6 da Copa Libertadores.

O time paulista abriu o placar aos sete minutos, com Kléber Pereira. Ele aproveitou uma falha da zaga boliviana para cabecear livre uma bola alçada pelo colombiano Molina e superar o goleiro Vaca, que nada pôde fazer.

O San José igualou aos 11, com Cerrutti ganhando de Domingos na velocidade e invadindo a área para chutar no canto direito de Fábio Costa.

A virada dos bolivianos veio aos 16 da etapa final. García aproveitou um espaço na área e correu livre, chutando no canto esquerdo do goleiro santista.

Aos 44 minutos do segundo tempo, Kléber Pereira foi derrubado dentro da área e o árbitro equatoriano Samuel Haro não deu pênalti - apenas um cartão ao atacante brasileiro.

O presidente boliviano, Evo Morales, acompanhou a partida de um dos camarotes do estádio Jesús Bermudez de Oruro. Ele realiza uma campanha para mostrar à Fifa - e países como o Brasil - que jogar em altitudes elevadas não é prejudicial ao futebol.

Recentemente, o organismo que comanda o futebol mundial vetou a realização de jogos em cidades de altitude elevada sem uma preparação prévia - o que tira jogos de cidades como Oruro e La Paz, casa da Bolívia nas Eliminatórias Sul-americanas à Copa do Mundo de 2010.

O Santos estaciona nos quatro pontos e passa a ter a companhia do próprio San José, mas leva vantagem no saldo de gols e fica com a segunda posição. A liderança é do Cúcuta Deportivo, com cinco.

O Chivas Guadalajara, do México, aparece como último, com três.

A equipe paulista volta a campo no dia 1º de abril, enfrentando o mesmo San José na Vila Belmiro.