Tênis profissional unifica critérios de consulta de replays

Agência EFE

LONDRES - A Federação Internacional de Tênis (ITF, em inglês), a ATP, a WTA e o Grand Slam unificaram os critérios relativos ao sistema de consulta aos replays em todos os torneios profissionais e competições por equipes.

Desde a chegada dos sistemas eletrônicos para auxiliar na marcação de uma bola, os organismos responsáveis pelo esporte aproveitaram de muitas formas este avanço tecnológico - popularmente chamado de 'desafio' -, mas não tinham acertado uma regra única.

Agora, o procedimento será o seguinte: os jogadores ou equipes terão um máximo de três repetições instantâneas por set para verificar uma bola, e uma extra se a parcial for para o tie-break.

Cada jogador poderá voltar a pedir o 'desafio' sempre que estiver certo da marcação, mas perderá as chances caso os juízes estejam certos.

Este sistema entrará em vigor a partir da semana que vem em Miami, palco do Masters Series masculino e do torneio feminino.