Imprensa da Venezuela diz que Caracas merecia vencer o Cruzeiro

Agência EFE

CARACAS - A imprensa esportiva da Venezuela afirmou nesta quarta-feira que o Caracas merecia melhor sorte que o empate de 1 a 1 com o Cruzeiro em jogo do Grupo 1 da segunda fase da Copa Libertadores.

O jornal esportivo 'Meridiano' afirmou que a equipe venezuelana "brilhou, mas se complicou com o empate de 1 a 1 diante do Cruzeiro'.

O Caracas mostrou 'uma cara totalmente diferente da que teve quando perdeu de 3 a 0 no Brasil. Ronald Vargas foi o comandante da equipe e, com sua qualidade, permitiu que o time tivesse uma dinâmica muito diferente', afirmou a publicação.

Além disso, o jornal afirmou que a jogada do pênalti que permitiu o empate do Cruzeiro foi discutível.

- Em uma jogada cheia de controvérsia o colombiano Oscar Julián Ruiz apitou um pênalti por toque na mão de Franklin Lucena dentro da área, o que permitiu que os visitantes empatassem - afirmou.

O jornal 'Líder' também destacou o polêmico pênalti e afirmou que a adversidade é algo que 'o Caracas conhece de sobra na Copa Libertadores'.