Pelé critica a arbitragem brasileira

Portal Terra

SÃO PAULO - Em entrevista junto a Emilio Botin, presidente de um banco patrocinador da Copa Libertadores da América, Pelé criticou nesta sexta-feira a arbitragem brasileira, que muitas vezes tem chamado mais atenção do que os resultados finais das partidas, por causa dos erros constantes.

- Com respeito ao erro humano, existe em todos os lugares do mundo. Infelizmente no Brasil tem acontecido muito erros e vemos que é falta de preparo. Não digo da preparação física, mas psicológica, para dar condições aos árbitros de apitarem sem nenhuma pressão - declarou.

Recentemente, um juiz do Campeonato Paulista foi punido por mostrar duas vezes o cartão amarelo ao mesmo jogador e não expulsá-lo, durante partida entre Corinthians e Guaratinguetá. O árbitro ficará 15 dias sem atuar na competição.

Em outra crítica ao futebol nacional, o Rei do Futebol vê o êxodo de craques para o exterior como um dos maiores problemas do esporte.

- Legalmente, não tem como evitar isso. Discutimos até com o presidente da República e é difícil achar uma solução. Pelo poder aquisitivo, os clubes europeus levam até os pais dos atletas - disse.

Em seguida, Pelé atacou os administradores de clubes do Brasil para defender a Lei Pelé, que é acusada de ser responsável de incentivar a saída dos jogadores, principalmente para times europeus.

- O problema é a falta de honestidade dos administradores brasileiros. Por que não se fala do dinheiro que desapareceu? Onde está o dinheiro que sumiu do Flamengo, do Corinthians, do Vasco? Por que só se questiona a Lei Pelé? Todo trabalhador tem o direito de ir e vir - cutucou.