Tênis: Sharapova vence Aberto da Austrália

Agência EFE

MELBOURNE - A maior determinação da russa Maria Sharapova fez com que obtivesse o triunfo na final do Aberto da Austrália, após vencer por 7-5 e 6-3, em 61 minutos, a sérvia Ana Ivanovic.

Em uma partida que não entrará para a história, com 33 erros não forçados de Ivanovic, e 15 da campeã, Sharapova conquistou seu terceiro título do Grand Slam, depois do de Wimbledon em 2004 e do US Open em 2006. Ela foi a primeira russa a vencer o torneio.

No Dia da Austrália, com bandeiras em todos os assentos e com a quadra inundada por símbolos sérvios e russos, a tenista vencedora caiu de joelhos após fazer o último ponto.

A partida vinha carregada da tensão que suporia a russa perder de novo na final, mas, apesar disso, não foi muito intensa e também não correspondeu à expectativa que duas jogadoras desse calibre tinham despertado.

Sharapova foi humilhada na final de 2007 pela americana Serena Williams, perante a qual só conseguiu vencer três jogos.

Sharapova dedicou o título à ex-número um do mundo, a americana Billie Jean King, de quem tinha recebido uma mensagem em seu celular de manhã que dizia: 'Os campeões aproveitam suas oportunidades, a pressão é um privilégio'.

- Conquistei-o - disse a russa, que de certa maneira seguiu com todo rigor esse conselho. Depois, em discurso, parabenizou a mãe, Yelena, que fazia aniversário, e disse: 'Com este pedaço de cheque vou te enviar um buquê de rosas'.

O serviço de Sharapova começou inquebrável e até o oitavo game do primeiro set não desperdiçou um ponto com ele.

Ivanovic conseguiu quebrá-lo em um game ruim para a russa, no qual cometeu três duplas faltas, as duas últimas seguidas.

A sérvia pôde então ganhar esta parcial com 5-4, mas faltou garra para fechar o set.

No segundo, Ivanovic esteve quase sempre em perigo, com altos e baixos.

A sérvia olhava para seu banco buscando conselho de seu treinador Sven Groeneveld, mas não encontrava soluções para manter uma solidez necessária perante a maior experiência de Sharapova, que pouco a pouco colocava as mãos na taça Daphne Akhurst, concedida à campeã.

Após romper no sétimo game, Sharapova só teve problemas para confirmar sua vitória na terceira bola da partida, de novo com uma quebra de serviço. Ivanovic terminou o jogo em lágrimas, sabendo que desperdiçou uma nova oportunidade.

Com este triunfo, a russa se mantém em quinto na classificação mundial após esta competição, mas Ivanovic sobe ao segundo lugar, desbancando a russa Svetlana Kuznetsova.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais