Vasco não é campeão há 5 anos, mas Botafogo é o recordista de jejuns

Hugo Cals, JB Online

RIO - Ano novo, vida nova. Enquanto os times do Rio começam a se preparar para Campeonato Carioca, o Vasco optou por não fazer uma pré-temporada e decidiu disputar o Torneio de Dubai, nos Emirados Árabes. De olho nos dólares dos sheiks e lutando para voltar ao cenário do futebol mundial, o cruzmaltino terá uma dura missão logo que voltar ao Rio: quebrar um jejum de cinco anos sem títulos. Entre os chamados times grandes do Rio, Vasco, Botafogo, Flamengo e Fluminense, o clube de São Januário é o que amarga o maior tempo sem ganhar um Estadual, desde 2003, quando superou o Fluminense na final.

No entanto, o time do técnico-atacante Romário não é o recordista no quesito jejuns. O campeão entre os grandes é o Botafogo, que em tempos antigos, amargou 21 anos sem conquistar uma taça do torneio criado em 1906.

Depois de conquistar o campeonato de 1968, o time da estrela solitária passou por um longo jejum quebrado somente em 21 de junho de 1989, quando o time conseguiu conquistar o título estadual, de forma invicta, sobre o Flamengo de Zico, Bebeto e Leonardo. O primeiro jogo da final encerrou-se empatado em 0 a 0. Já o segundo, e último, teve o placar final de 1 a 0 para o Botafogo, com gol de Maurício.

Este jogo foi marcado por diversas coincidências: o Botafogo não era campeão havia 21 anos. O jogo foi disputado no dia 21. O gol foi marcado aos 12 minutos do segundo tempo (21 ao contrário). O time também utilizou 12 jogadores na partida. A bola do gol foi cruzada por Mazolinha, no vigésimo primeiro cruzamento dado à área pelo time, e chutada por Maurício. Os números das camisas deles eram, respectivamente, 14 e 7, que somados dão 21. A temperatura no estádio do Maracanã marcava 21°C. Ou seja, tudo levava ao número 21, e para os botafoguenses, bastante supersticiosos, isso foi um sinal de que aquele era o dia em que o time que começara desacreditado sairia campeão invicto.

No entanto, ao questionar qualquer botafoguense mais informado sobre a polêmica do recorde de jejuns de títulos a resposta sempre faz referência ao América. O Alvirrubro conquistou sua última taça em 1960, ou seja, o time já amarga quase meio século, exatos 48 anos, sem conquistar um título. Mas, para azar dos botafoguenses, o outrora glorioso América já não figura mais entre os grandes há algum tempo, fazendo do alvinegro o campeão da categoria.

O Vasco, que constantemente sofre com brincadeiras por conquistar o segundo lugar de torneios, é vice de novo no recorde de jejuns sem título. Ao levantar a taça do campeonato Carioca de 1958, o time de São Januário, só iria ganhar de novo em 1970, permanecendo por 12 anos, com o grito de É campeão! , entalado na garganta.

Em terceiro lugar vem o Fluminense que ficou uma década sem conquistar títulos. Depois de ficar desde 1985 sem conquistar o título estadual, o tricolor carioca só conquistou seu primeiro Carioca da década de 90 em 1995, com o inesquecível gol de barriga de Renato Gaúcho.

Por último vem o Flamengo, atual campeão, que em dois períodos distintos, amargou nove anos sem conquistar um título. O rubro-negro ficou entre 1944 e 1953 sem ganhar um campeonato Carioca e alguns anos mais tarde, entre 1963 e 1972, amargou outro período de nove anos de jejum.