Pablo Paulino iguala bi mundial Pro Junior da ASP na Austrália

Agência JB

RIO - O cearense Pablo Paulino aumentou para quatro o recorde de títulos do Brasil na categoria para surfistas profissionais com até 21 anos de idade. Ele ainda igualou o bicampeonato mundial do Joel Parkinson, único que tinha dois títulos do Billabong ASP World Junior Championship. Pablo Paulino faturou o primeiro dele há 3 anos e neste domingo venceu as quatro baterias que disputou nas ondas de 2 metros de altura de North Narrabeen. Na grande final, derrotou o havaiano Tonino Benson com um largo placar de 15,00 x 9,93 pontos e o Brasil agora busca um inédito título feminino. A carioca Marina Werneck e a paranaense Bruna Schmitz estão nas oitavas-de-final da prova que tem prazo até o dia 10 para ser encerrada em Sydney.

Já o título masculino é do cearense Pablo Paulino, que honrou o convite especial que recebeu da organização para disputar o Billabong ASP World Junior 2007 levantando o troféu de campeão mundial na Austrália. Ele não havia conseguido classificação nas seletivas sul-americanas do ano passado, mas aproveitou bem a chance estabelecendo os primeiros recordes do campeonato que neste ano foi realizado em ótimas ondas com muitos tubos surfados no domingo decisivo em North Narrabeen. O melhor deles foi o do vice-campeão Tonino Benson nas oitavas-de-final, que arrancou a única nota 10 do evento e ainda aumentou o maior placar da semana para 17,67 pontos de 20 possíveis.

O agora bicampeão mundial Pro Junior da ASP, Pablo Paulino, na quinta-feira estreou somando 17,03 pontos com uma nota 9,70 na que era a melhor onda do campeonato até o 10 unânime do tubão do havaiano nas esquerdas de North Narrabeen. No caminho até a final, o cearense despachou dois australianos. A primeira apresentação nas oitavas-de-final foi mais tranquila contra Julian Wilson, pois já começou bem pegando dois tubos logo na primeira onda. Mas, nas quartas passou um sufoco conseguindo uma virada espetacular na última onda que surfou nos minutos finais.

O australiano Mitchel Coleborn disparou na frente com notas 7 e 6 nas primeiras ondas. O mar não apresentava boas condições na hora dessa bateria e Pablo Paulino mostrou muita raça para correr atrás do resultado. Só na quinta tentativa, achou uma onda abrindo mais e acertou três manobras para tirar um 5,5, porém ainda precisava de 7,5 pontos para vencer. Novamente, só na quinta tentativa entrou uma boa esquerda para ele, que arriscou tudo em manobras mais radicais para arrancar nota 7,67 dos juízes que decidiu uma apertada vitória decimal por 13,17 x 13,00 pontos.

Pablo pareceu ganhar confiança e depois massacrou seus adversários. Na semifinal, derrotou a maior surpresa, Charles Martin das Ilhas Galápagos por 16,76 x 8,67 pontos e também com larga vantagem venceu a bateria decisiva contra o nota 10 Tonino Benson por 15,00 x 9,93 pontos, somando uma nota 8,5 na melhor onda que surfou no domingo. Pablo Paulino faturou o prêmio máximo de 6.500 dólares do Billabong ASP World Junior Championship 2007 e agora recomeça a busca por uma vaga no WCT. A primeira apresentação do agora bicampeão mundial no Brasil será no tradicional Hang Loose Pro Contest, de 12 a 17 de fevereiro nos tubos de Fernando de Noronha (PE).

Com a segunda conquista de Pablo Paulino, o Brasil aumentou o recorde de títulos sub-21 na categoria que começou a ser disputada em 1998 com o já tricampeão mundial do WCT, Andy Irons, vencendo o primeiro deles. O segundo foi faturado pelo australiano Joel Parkinson e o carioca Pedro Henrique ganhou a última edição realizada no Havaí no ano 2000. Depois, o Billabong ASP World Junior Championship foi transferido para a Austrália e Parkinson conquistou o bicampeonato na estréia em Sydney.

Em 2002 não foi realizado por falta de datas e a edição de 2003 foi a primeira a ser disputada nos primeiros dias do ano seguinte. O paulista Adriano de Souza ganhou essa e Pablo Paulino levou a de 2004 em janeiro de 2005. O cearense agora recupera o troféu que passou pelo havaiano Kekoa Bacalso e pelo sul-africano Jordy Smith, que impediu o bi do paulista Adriano de Souza derrotando-o na grande final no início da temporada 2007.