Chefe da F-1 brinca com espionagem em cartão de Natal

Portal Terra

LONDRES - Após uma temporada conturbada, o chefe-executivo da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, mostrou senso de humor e brincou com o escândalo de espionagem, que envolveu McLaren e Ferrari, em seu tradicional cartão de Natal.

O jornalista Roger Benoit, amigo próximo de Ecclestone, descreveu o desenho do cartão na edição desta segunda-feira do jornal suíço Blick.

O desenho mostra o chefe da McLaren, Ron Dennis, receoso em aceitar uma caixa de presente com a figura do cavalo da Ferrari, das mãos do engenheiro Mike Coughlan - ex-chefe de projetistas da escuderia britânica e um dos pivôs da polêmica espionagem.

- Desculpe, não posso aceitar, tente da maneira convencional - diz a figura caricata de Dennis, à frente de antenas parabólicas que se comunicam entre si no topo das fábricas das duas equipes.

O ex-engenheiro da Ferrari Nigel Stepney, responsável por entregar os dados da escuderia italiana, também aparece no desenho, espiando atrás de Coughlan.