Após título, Federer permanece pelo quarto ano seguido como número um

Agência EFE

BASILÉIA - O suíço Roger Federer encerrará pelo quarto ano consecutivo como o melhor do mundo, assim como fizeram os norte-americanos Pete Sampras (seis vezes), Jimmy Connors (cinco) e John McEnroe (quatro).

O checo Ivan Lendl também encerrou quatro temporadas como número um do mundo, mas em cinco anos.

Além de garantir esta conquista, Federer pode receber um cheque de US$ 1,5 milhão, em conceito de bônus por ter disputado os Masters Series e finalizar em primeiro (após a Master Cup).

- Está claro que meu grande objetivo este ano era proteger o posto de número um do mundo e ganhar Wimbledon e consegui tudo isto, mas seria uma incrível temporada se venço além disso o Masters Series de Paris e a Masters Cup de Xangai - declarou Federer.

- Sei que é difícil, pois terei que superar muitos dos jogadores que estão entre os dez primeiros. A temporada em geral foi excelente e claro foi muito melhor manter o posto de número um na Basiléia - acrescentou, após conquistar o título da competição realizada na sua cidade natal.