Brasileiros comemoram cinco vitórias na volta do WCT da Espanha

Agência JB

RIO - A oitava etapa do Foster's ASP Men's World Championship Tour 2007 foi reiniciada neste domingo, novamente em ondas pequenas de meio a 1 metro de altura em Bakio, como na fase classificatória realizada na terça-feira na Espanha. Depois o mar ficou 'flat' em toda a região de Euskadi e a repescagem foi adiada quatro vezes. A responsabilidade era grande, pois ela começaria com duas estrelas da Billabong que estavam na briga do título mundial com o australiano Mick Fanning. Taj Burrow confirmou o favoritismo na primeira bateria, mas Andy Irons saiu da corrida pela primeira posição no ranking de 2007 com o último lugar no Billabong Pro Mundaka.

Já os brasileiros ganharam cinco baterias seguidas e partiram quase com força máxima para tentar repetir a melhor apresentação do time verde-amarelo neste ano, conseguido na França. A comemoração só não foi completa pela derrota decimal do carioca Raoni Monteiro no último confronto do dia, que lhe custou a vaga no grupo dos 27 surfistas que serão mantidos na elite mundial do WCT. Com a recuperação mostrada na Europa, o Hang Loose Santa Catarina Pro, a etapa brasileira do WCT de 30 de outubro a 07 de novembro na Praia da Vila, em Imbituba, passa a ficar cada vez mais decisiva para os brasileiros se garantirem antes da final no Havaí.

Raoni travou uma disputa direta por um lugar nos top-27 com o sul-africano Ricky Basnett, que acabou levando a melhor por décimos de diferença no placar encerrado em 12,77 x 12,33 pontos. O carioca dividia a 25.a colocação no ranking com Rodrigo Dornelles e já caiu para a 28.a, enquanto o gaúcho subiu para a 21.a com a vitória sobre o norte-americano Cory Lopez. No momento, Dornelles passa a ser a maior esperança do Brasil emplacar um top-16 neste ano, enquanto Adriano de Souza (SP), Bernardo Pigmeu (PE), Leonardo Neves (RJ), Neco Padaratz (SC) e Victor Ribas (RJ), tentam na Espanha ingressar na zona de classificação para o WCT do ano que vem.

No entanto, a grande expectativa no Billabong Pro Mundaka está voltada para a decisão do título mundial da temporada 2007, que pode ser conquistado pelo australiano Mick Fanning, antes mesmo do Hang Loose Santa Catarina Pro e do Pipeline Masters, que neste ano passa a ser patrocinado pela Billabong. No domingo, Taj Burrow juntou-se a Kelly Slater e Joel Parkinson para tentar adiar a batalha final do ASP World Tour 2007 para o Brasil. Novamente, toda a arena da etapa brasileira do WCT será instalada na Praia da Vila, onde Mick Fanning vai defender o título de campeão nas ondas de Imbituba conquistado no ano passado.

O havaiano Andy Irons saiu da briga do título mundial na segunda bateria do domingo na Espanha e seu irmão, Bruce Irons, acabou sendo a primeira vítima do massacre verde-amarelo iniciado no décimo confronto do dia pelo cabo-friense Victor Ribas. A sorte parece ter virado de lado na Europa e incríveis 6 centésimos fecharam o placar da vitória em 12,00 x 11,94 pontos. Bruce Irons é grande responsável pela reação verde-amarela no WCT, virando um verdadeiro freguês dos brasileiros no segundo semestre deste ano. Começou com Adriano de Souza derrotando-o na África do Sul, perdeu também na terceira fase para Rodrigo Dornelles nos Estados Unidos e na Europa foi barrado na repescagem por Raoni Monteiro na França e agora por Victor Ribas na Espanha.

Nas disputas seguintes, o catarinense Neco Padaratz superou o australiano Kai Otton por uma margem maior de pontos (13,20 x 11,67), o carioca Leonardo Neves não deu chances para o havaiano Fredrick Patacchia, o pernambucano Bernardo Pigmeu ganhou uma disputa mais acirrada com o australiano Ben Dunn e Rodrigo Dornelles passou fácil pelo americano Cory Lopez, que despencou para a zona do rebaixamento nas provas européias. Como Adriano de Souza estreou com vitória na primeira fase, seis brasileiros vão disputar classificação para as oitavas-de-final do Billabong Pro Mundaka, que até agora só teve dois dias de ondas pequenas em Bakio.

As previsões são de que o palco principal deva ser utilizado a partir da terceira fase. Uma primeira chamada foi marcada para as 8 horas desta segunda-feira, no entanto tudo indica que apenas na quarta-feira Mundaka comece a apresentar as condições de ondas esperadas para uma decisão de título mundial. Mick Fanning tem três adversarios para impedir que ele já garanta o seu primeiro troféu de número 1 do mundo na Espanha: o atual campeão Kelly Slater, Taj Burrow e Joel Parkinson com chances bem mais remotas.