Ronaldinho e Kaká terão que reconquistar espaço, diz Dunga

REUTERS

RIO - Ronaldinho e Kaká terão de ganhar seus lugares de volta na seleção brasileira após terem ficado de fora da Copa América da Venezuela, disse o técnico Dunga após o desembarque da equipe na França para o amistoso de quarta-feira com a Argélia.

Dunga afirmou, na segunda-feira, que a dupla não vai ter nenhum tratamento especial e que os jogadores que participaram da conquista brasileira no mês passado largam na frente na corrida por um lugar na seleção.

O Brasil venceu a Copa América derrotando a arqui-rival Argentina na final por 3 x 0, apesar da ausência da dupla de astros, que pediu dispensa alegando necessidade de férias.

Ambos os jogadores, que foram muito criticados pelo treinador por desistir do torneio, foram convocados para o amistoso de quarta em Montpellier, na França.

- Os jogadores que estiveram lá (Venezuela) e agarraram sua chance estão na frente - disse Dunga à jornalistas na França.

- Isso é natural, é o caminho das coisas.

Dunga acrescentou: - Nós temos de pensar em todo o time. Cada um dos jogadores tem de ganhar seu lugar pelo o que faz no campo.

Dunga, que assumiu o comando da seleção há exatamente um ano, já deixou a dupla Ronaldinho e Kaká no banco de reservas em outras oportunidades.

Durante a Copa América, ele agradeceu repetidamente os atletas que foram até a Venezuela, dizendo que eles deixaram suas famílias para trás para jogar pelo país.

O jogo de quarta-feira será a primeira partida contra os argelinos desde a Copa do Mundo de 1986 e faz parte da preparação do time para as eliminatórias da Copa do Mundo de 2010, que começa em outubro.