Riquelme não confirma saída do Boca Juniors

Agência EFE

BUENOS AIRES/VILLARREAL (ESPANHA) - O meia argentino Juan Román Riquelme não confirmou sua saída do Boca Juniors, prevista com o fim do empréstimo por quatro meses feito pelo Villarreal, da Espanha, que pretende vender o jogador.

Destaque do time argentino na conquista da Copa Libertadores ao marcar os dois gols da vitória desta quarta-feira sobre o Grêmio, em Porto Alegre, Riquelme foi procurado por jornalistas argentinos para falar a respeito, mas evitou o assunto.

- Estou muito feliz, estou muito feliz - respondeu o jogador ao ser perguntado sobre a possibilidade de tentar uma prorrogação do empréstimo ou se o time argentino planeja fazer alguma gestão.

- Nada de perguntas complicadas - respondeu o presidente do Boca Juniors, Mauricio Macri.

- Agora temos que comemorar esta Copa Libertadores, desfrutar a conquista - afirmou.

O vice-presidente Pedro Pompilio disse que 'é complicado' manter o meia na equipe.

- Há grandes diferenças entre o poder econômico do Villarreal e o do Boca Juniors - comentou.

- Com a mesma paciência com a qual construiu seu retorno à seleção argentina, agora se começa a ver que Riquelme pode continuar no Boca Juniors - afirma a edição desta quinta-feira do jornal 'Clarín'.

- Resta saber se esta foi sua despedida nesta nova etapa no Boca - ressalta o jornal esportivo 'Olé'.

O dirigente do Villarreal, José Manuel Llaneza, assegurou hoje que o meia não continuará no clube espanhol, que estuda a melhor opção para sua transferência.

- O clube (Villareal) está buscando a melhor opção para uma saída do jogador. Riquelme voltou a mostrar no Boca Juniors que é um dos melhores do mundo. O bom é que é muito mais fácil chegar a um acordo com um meia desse nível - disse Llaneza.

- No momento temos muitas ofertas por Riquelme, mas é uma questão que deverá ser estudada - acrescentou.