Riquelme tem vontade de jogar e pode ser convocado para a Copa América

Agência EFE

BUENOS AIRES - O meia argentino Juan Román Riquelme disse que tem 'vontade de estar' na seleção da Argentina, uma declaração considerada chave para que o técnico Alfio Basile o convoque para a Copa América.

- Cada vez que vejo a seleção jogar, me dá vontade de estar com eles. São rapazes com os quais compartilhei uma equipe e que gostaria de ajudar, disse Riquelme ao canal de televisão 'Fox Sports'.

- Agora devo me preocupar em tentar vencer a Copa Libertadores com o Boca Juniors. Depois verei o que vai acontecer com a seleção, acrescentou.

Riquelme deixará o Boca Juniors após o jogar esta noite a partida de volta da final da Copa Libertadores contra o Grêmio, em Porto Alegre. O empréstimo do Villarreal, da Espanha, ao Boca Juniors acaba nesta quarta-feira.

O jogador renunciou à seleção argentina em 2006 porque críticas da imprensa sobre o seu rendimento afetaram sua mãe, como explicou publicamente.

Era considerado imprescindível para que Basile o chamasse que o meia manifestasse publicamente sua mudança de postura com relação à seleção.

Em recente entrevista coletiva, Basile evitou falar da convocação do jogador, mas afirmou que ele é o 'único' que pode ficar entre os meias e os pontas na formação que ele pretende adotar.

Riquelme jogou pela última vez na seleção argentina em 3 de setembro do ano passado, na derrota por 3 a 0 no amistoso contra o Brasil.

A seleção de Basile viajará para a Venezuela na quinta-feira e se alojará em Maracaibo, onde estréia no dia 28 contra os Estados Unidos. O técnico confirmará a lista dos 22 jogadores horas antes da viagem.